A FAXINA NÃO TEM PRAZO

Queridas almas, depois que falei sobrea fase em que estamos, comparando-a com uma faxina total da casa em que estamos, vou continuar usando essa imagem para falar sobre os que vieram inicialmente para a Terra para iniciar esse processo da faxina, que muitos gostam de chamar de “Pioneiros”, entre esses muitos, eu em particular.

Como a maioria que conhecemos, as faxineiras ou os faxineiros geralmente não pertencem às casas que vão limpar, então no final da grande faxina acabam voltando para as suas casas, e aqui nesse planeta não será diferente.

Evidentemente há exceções, e algumas faxineiras ou faxineiros tomam um café com as donas da casa, ou mesmo usufruem da casa limpa por estarem morando nela. No caso da Terra esse caso também é raro.

A maioria dos pioneiros veio mostrar como iniciar a faxina e também mostrar à nova leva de trabalhadores da Luz como devem continuar o serviço.

Posso informar que a “faxina” ainda está na fase de retirar os móveis do lugar, separando também o que deve ser jogado fora, para depois receber as coisas novas, que já está separado na “grande loja”, trazendo grandes melhorias para a casa.

Muitos gostariam de saber quando as “coisas velhas” serão levadas para a reciclagem ou ao grande incinerador, para que possamos receber as novidades e usufrui-las.

Mas vejam que ainda não chegamos nem na metade da casa. Muitos dos faxineiros deverão voltar para casa antes de terminar a faxina, e serão substituídos por outros.

Mas sempre há a possibilidade de virem faxineiros com tecnologias desconhecidas para acelerarem o serviço, mas ainda não é o caso.

Creio que a turma atual de faxineiros voltará para casa com a faxina ainda por terminar, mas jamais devemos esmorecer no trabalho a que nos voluntariamos, incentivando sempre aos demais, unindo-nos cada vez mais, para que o nosso serviço seja cada vez melhor.

E não fiquem tristes se vocês voltarem para casa sem ver ou usufruírem da casa arrumada, pois sempre poderemos escolher para onde poderemos ir.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

A NAU DO PARAÍSO

Todos embarcados na nau da vida, e assim ela parte e adentra o mar, esse mar desconhecido.

No início os navegantes vão aprendendo a dar rumo à sua viagem, todos com esperanças de alcançarem novas paragens, como verdadeiros paraísos. E é essa esperança que os fazem continuar na nau da vida.

Há aqueles que ao primeiro sinal de problemas, não aguentam a pressão e pulam no mar, abandonando a nau da vida, na esperança de que aqueles problemas desapareçam. Mas ao afundarem no mar, aqueles problemas ficam recorrentes, fazendo-os, em algum momento, se arrependerem do ato de abandono da nau, e assim podem pegar outra nau, onde deverão enfrentar os mesmos problemas, até que consigam superá-los.

Mas a grande maioria segue a viagem na nau da vida, rumo ao desconhecido, mas sempre com esperança de um dia aportar num paraíso. Com certeza um dia aportarão, só não sabem em qual viagem isso acontecerá, se será na mesma nau, ou como chegarão.

E a nau vai navegando mar adentro. Nalguns dias a nau pega calmarias, noutros há ventos moderados, e às vezes pegam tempestades, sendo algumas bem ameaçadoras. Nessas horas de tempestades, muitos gostariam que aparecessem alguns faróis para conseguirem dar rumo à nave, pois nas tempestades não conseguem enxergar o rumo que deveriam seguir.

Mas os navegantes não sabem como são esses faróis, uma vez que nunca os viram! Mas os faróis estão lá! Nunca os mares deixaram de ter faróis, mas poucos navegantes chegaram a reconhecê-los, mesmo em tempos de calmaria, pois nessas horas eles não estavam procurando, ou achavam que não necessitavam desses faróis. Durante os tempos de calmaria os navegantes queriam mais é se divertir.

Muitas vezes a nau da vida parava nas pequenas ilhas que continham faróis, mas poucos as reconheciam, pois estavam todos dormindo. Alguns, que estavam acordados, viam as ilhas e os faróis contidos nelas, mas achavam que essas pequenas ilhas não eram o paraíso que eles estavam procurando, e também não sabiam que ao desembarcarem nessas pequenas ilhotas, poderiam pegar uma nau mais forte, indestrutível, que seguia direto para o paraíso tão almejado por todos.

Mas estamos num tempo em que os faróis estão mais ativos, mais claros, possibilitando aos navegantes despertarem para a realidade e conseguirem clarear as suas mentes e desembarcarem nessas ilhas para embarcarem na nau do paraíso. Cabe a cada um estar acordado, vigilante, para reconhecerem as ilhotas dos faróis. Também devem reconhecer que ao ficarem nessa nau da vida, jamais chegarão ao paraíso! Eles devem desembarcar dessa nau da vida para terem acesso à nau do paraíso.

E assim é.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

Não se deixe enganar pelos seus pensamentos 3D!

Nas horas mais difíceis, que podem ser materiais, sentimentais, emocionais e até místicas ou esotéricas, talvez melhor dizendo, espirituais, esquecemos tudo o que já sabemos de quem somos na realidade fora dessa 3D limitante.

Às vezes esquecemos tudo o que já nos foi revelado em certas meditações profundas, ou em mensagens reveladoras, e deixamos o nosso ego tomar conta.

Mas não se deixe abater, achando que isso é uma fraqueza sua, pois não é! Isso é normal na 3D. Foi para passar por essas experiências que os seres deixaram baixar as suas vibrações. E essas experiências podem levar milhões de anos 3D, uma vez que as experiências nessa dimensão, ou densidade, são quase infinitas, e a grande maioria veio para experimentar quase a sua totalidade.

Nessa dimensão em que estamos atualmente há tantas experiências a serem vividas, que necessitamos de diversas encarnações para vivermos totalmente cada uma delas. E ainda existem as Leis Universais, que nessa densidade existem as limitantes, tal como a Lei do Karma.

Mas boa parte da humanidade atualmente na Terra, encarnados ou não, já atingiu o ponto em que não precisa mais viver essas experiências, e assim, vai aproveitar esse momento de evolução galáctica, e evoluir junto, uma vez que as energias vigentes são propícias para esse movimento.

Então, mesmo que você passe por alguns momentos de “esquecimento” de quem você é realmente, e como já dito, isso é perfeitamente normal, não se preocupe, desde que você se reequilibre dentro do seu conhecimento inato de que todos somos seres multidimensionais vivendo experiências numa dimensão extremamente densa.

Também pode parecer que essa experiência seja eterna, mas eternas são as nossas “energias” (conhecidas como espíritos), e mesmo que estejamos nessa experiência por milênios ou milhões de anos 3D, isso não passa de um segundo dentro de sua eternidade, numa comparação 3D, pois fora dela não há o tempo como o percebemos agora.

Portanto, como disse Pai João de Aruanda, numa antiga mensagem, nós podemos até “chutar o balde”, mais por no máximo 5 minutinhos, depois devemos nos reequilibrar.

E assim é.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

O CAOS E O EVENTO

Muito se fala de um EVENTO! Assim, muitos esperam um acontecimento impar, algo extraordinário, impactante, que modificará tudo daquele instante em diante.

Há também várias versões desse EVENTO! Uns falam que seria um acontecimento astrológico que modificaria a Terra, outros falam em manifestações geológicas, atmosféricas, flash solar, a divulgação da verdade da vida na Terra e no Cosmos, a aparição definitiva e o contato direto com os irmãos cósmicos – esse sem dúvida seria um evento inesquecível e transformador – com a utilização das tecnologias, ditas futuristas, que amenizariam totalmente a vida nesse planeta.

Mas queridas almas, nós já estamos vivendo esse EVENTO faz tempo. Que outro evento seria maior que a evolução de um planeta e seus habitantes de uma dimensão para outra superior? Que evento seria maior que passar de um planeta de dor e expiação para um de regeneração? Deixar de lutar por uma sobrevivência mais digna, por uma vida de felicidade, paz e amor constante? Passar de uma civilização onde se olha aos demais como potenciais perigos, para um mundo onde todos se respeitam como verdadeiros irmãos e irmãs? Isso é ou não um EVENTO superior a qualquer outro?

Nós ainda estamos chegando ao final da fase inicial, por isso ainda vemos e sentimos todo esse reboliço, essa confusão na face do planeta.

Uma vez eu li um artigo onde essa transição dimensional foi comparada com uma faxina total na casa. Existem várias fases numa faxina, e todas remetem a um caos para um observador de fora. Somente quando tudo está limpo e no seu lugar é que o caos termina e entra a harmonia. Se fossemos fazer essa comparação, ainda estamos removendo os móveis, para iniciarmos a limpeza do local.

Se numa casa uma faxina total pode demorar um dia, imagina num planeta! Serão necessários algumas décadas para a “faxina” total.

É por isso que muitas pessoas, recém-despertas, ainda questionam sobre o caos reinante na Terra atualmente! Não há faxina sem o caos inicial! Lembrem-se que os que fazem a “sujeira” ainda não foram retirados da “casa”, e isso ainda vai demorar um pouquinho. Quanto? Ainda não sabemos, pois eles também reagem, e algumas vezes essas reações não foram “previstas”.

Como todos os despertos sabem, ou deveriam saber, existe uma guerra entre as forças da Luz e a das luzes apagadas.

Cabe aqui uma observação: costumam chamar esses irmãos de “trevas”, “escuros”, “não luz”, etc., mas tudo o que existe tem a mesma origem, que é divina, tudo veio da FONTE, então tudo tem a mesma luz, só que esses “irmãos e irmãs” resolveram seguir, ainda, por outros caminhos, caminhos esses que muitos da LUZ já seguiram, ou por ignorância ou por vontade própria! Esse é um tema fascinante e complexo, que talvez um dia eu aborde.

Essa guerra está em andamento nas dimensões acima da que estamos, mas a vitória da Luz já está assegurada. Então, em breve (não há estimativa de datas), essa guerra estará sendo visível aqui onde estamos atualmente. As foças da Luz trabalham para que ela não seja prejudicial à civilização, para que sejam pontuais e específicas, mas tudo dependerá das reações contrárias, por isso a cautela e a demora.

Creio ter explicado o porquê de muitos questionarem sobre o caos existente, quando estamos em evolução para a 5ª dimensão.

E assim é.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

AS LIÇÕES DA VIDA

Quantas lições se apresentam em nossas vidas, e às vezes nem as percebemos, ou só as entendemos muitos anos depois, se tivermos a chance de vivermos até aquele momento da percepção. Digo isso por que muitas almas desencarnam antes de entenderem certos eventos em suas vidas. Algumas têm a chance de entender no pós vida, e a lição é aproveitada, e as demais terão que vivê-las novamente em outras encarnações.

Às vezes as lições são aprendidas no mesmo momento, basta estar aberto para perceber. Infelizmente muitas pessoas jamais despertam para o fato de que estão encarnadas para viverem experiências e lições de vida, e assim evoluírem espiritualmente. Elas simplesmente vivem para satisfazer o invólucro carnal, e assim, na maioria das vezes ficam infelizes quando as lições se apresentam, pois jamais vão entender o porquê daquele momento.

É crucial entender que não encarnamos para sermos infelizes! Traçamos as nossas vidas (sim, você participou do plano encarnatório de suas vidas) em função do que pretendíamos aprender. Digo “pretendíamos”, pois nem sempre conseguimos entender todas as lições que se apresentam, e o que não aprendemos fica para uma próxima encarnação. O nosso estudo nos dá o conhecimento do que é a vida na matéria, e nos mostra o caminho de que o nosso espírito, que é o seu verdadeiro eu, já tem esse conhecimento e para acessá-lo, temos que entrar no modo “silencioso”.

Quando você entra no modo “silencioso” (meditação), o que requer prática para conseguir silenciar a sua mente, o seu ego, você terá intuições ou mesmo visões do que se propôs a relembrar, ou se não pensou em algo, os seus Mentores lhe mostrarão passagens de suas vidas passadas que lhe ajudarão nessa vida atual.

O livre arbítrio que trazemos para essas vidas na Terra atual (nem todos os orbes têm vidas com o livre arbítrio, tal como podem não ter o véu da matéria) é que faz com que sejamos felizes ou infelizes. Ele só serve para as nossas reações diante das circunstâncias que se apresentam, pois todas as lições foram pré-programadas em nosso plano encarnatório. Se temos o conhecimento do que é a vida, reagimos de forma positiva, sabendo que fomos nós que solicitamos aquelas provas. Mas se não temos o conhecimento (ignorância espiritual), se as lições forem duras, sofreremos muito mais, achamos até que “Deus está contra nós”, que “atiramos pedra na cruz”, que só viemos para essa Terra para sofrermos, etc..

É triste ver almas irmãs que têm até medo de saber a verdade espiritual, principalmente nesses tempos de fim de ciclo. Elas têm medo quando falamos em espírito, pois pela ignorância espiritual, acham que os espíritos são “fantasmas” que podem lhes atacar sem que elas saibam se defender (ideias impostas subjetivamente pela matrix através de filmes, livros, novelas, religiões, etc.). Também têm aquelas que estão tão arraigadas nos dogmas religiosos, impostos por suas religiões, também com intervenções subjetivas da matrix, que elas preferem ficar no “conforto de suas crenças”! Essas terão grandes surpresas, que num primeiro momento lhes serão tremendamente desagradáveis, quando o verdadeiro apocalipse acontecer. Lembrando que apocalipse quer dizer revelação, revelação da verdade, onde toda a ilusão lhes ensinada, propositalmente errada, serão desmascaradas.

Nesse instante, caberá aos realmente despertos, ajudarem essas almas que ficarão “sem chão” no momento que descobrirem que estavam vivendo dentro de uma grande mentira, que estavam presas dentro de uma ilusão (matrix).

Por agora é só. Fiquem na paz de Jesus.

Obs.: mais uma vez comecei a escrever pensando de uma maneira bem diferente da que acabei sendo “conduzido” a escrever. O título ficou o mesmo, pois eu ia falar somente sobre certas lições, inclusive iria dar exemplos de certas lições que eu tive, sendo que algumas eu soube na hora, e outras que fui descobrir os ensinamentos ou razões, muitos anos depois.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

SEJAMOS O EXEMPLO

Mas que mundinho difícil de viver! A esmagadora maioria só tem os sentidos da matéria, sem qualquer ligação com a vida espiritual, a não ser pela sua fé, pelo conhecimento latente em seu interior, muitas vezes esquecido pelos problemas do dia a dia, até mesmo pelos da sobrevivência. E os que têm fé ainda seguem uma fé imposta por religiões também impostas.

Estamos vivendo numa época impar, inédita no Universo, então estamos como se fossemos cobaias num laboratório em plena etapa de testes, exatamente aquela que ninguém sabe ainda o que sucederá. A única coisa que se sabe é o resultado final, que é a ascensão, mas o que sucederá nesse meio tempo ainda é uma incógnita! E esse meio tempo pode durar muitos e muitos anos.

Mas não somos “ratos de laboratório”, que são cobaias sem seus consentimentos! Nós viemos sabendo totalmente o que nós poderíamos passar, e poderíamos passar por momentos bem piores do que estamos passando, se não tivéssemos uma gama de seres despertos.

Todos vocês que estão lendo essas palavras vieram sabendo de tudo, portanto não maldigam esses momentos difíceis, pois sabíamos que teríamos que passar por eles, só que o véu da carne embotou os nossos sentidos espirituais.

Cada um que continua a ler está num nível de despertamento próprio, mas todos já se conscientizaram que o mundo não é somente o que os sentidos do corpo físico sentem, veem ou ouvem, e por isso almejam que aconteça algum fato que demonstre a realidade escondida da “carne”, e assim propiciar um despertamento global, o que aceleraria a ascensão, que é a meta final dessa nossa missão.

Mas tudo está andando conforme o plano estabelecido pela Providência Divina, só que o andamento dos acontecimentos depende das ações da coletividade da humanidade, e essas ações dependem da ação de cada alma incorporada. Mas como a maioria da humanidade ainda não despertou para a realidade dessa vida, tudo ainda depende do trabalho das almas despertas! E não pensem que por ainda sermos poucas almas, que não influenciamos a coletividade! Cada ação de uma alma desperta influencia o todo! O futuro de uma civilização pode ser modificado se apenas 7% da humanidade agir da mesma forma!

Então, não pense que as suas ações, suas palavras e seus pensamentos não estão influenciando a linha de tempo que a humanidade estará seguindo. Tudo depende de cada alma desperta, e você é uma! Se não fosse, já teria parado de ler!

E o que devemos fazer? Nada além de sermos amor. Olhar para tudo e todos com um olhar compreensivo e amoroso, sabendo que tudo e todos são divinos, cada qual num grau de evolução, e dentro desse olhar, cada alma pode atingir a compreensão total dos atos insanos cometidos pelas almas ignorantes espirituais, que fazem o que fazem por não terem aprendido o que é a realidade da vida.

Lembrem-se que o que se ensina nesse mundo é a lei da sobrevivência, que somente os mais fortes vencem na vida! Como uma alma pode se virar para o amor se foi “educada” para ser superior às demais? E foi exatamente por isso que NÓS VIEMOS, para mudar esse entendimento, que em vez de “pisar” nos outros, devemos oferecer a mão, a ajuda, e vivermos todos emanando amor.

Então não julguem os malfeitores, os maus políticos, os vizinhos chatos, os aproveitadores, os viciados, e todos os que vivem a margem do amor, pois ainda estão aprendendo a viver, além de não terem tido os exemplos da boa conduta! Sejamos nós os exemplos para eles, e assim cumprimos o que viemos fazer.

Mas também não se reprima ou se julgue se algumas vezes você sentir raiva de algo ou de alguém, se tiver vontade de mandar tudo para as favas, uma vez que estamos num mundo difícil e repleto de provas a cada instante. Como disse uma vez Pai João de Aruanda, podemos “chutar o balde” vez ou outra, não sempre, mas por poucos minutos, e depois voltar ao equilíbrio.

E assim é.

Obs.: eu achava que tinha terminado essa mensagem/artigo, mas além de não salvar, não postei em qualquer lugar. Alguma coisa não me deixava fazer isso. Depois de 1 hora é que me veio à mente esse último parágrafo, e ai sim, pude considerar completo.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

VOCÊS, OS DEUSES

Saudações almas queridas.

Faz tempo que não tenho uma inspiração para trazer para vocês, mas hoje tive um insight, mas é de um tema muito polêmico, que vai mexer com as crenças de muitas pessoas, não totalmente despertas.

O tema é o CRIADOR, Aquele a quem chamamos, antes de despertarmos, de Deus, assim mesmo, bem no masculino, quando na realidade Deusa/Deus não tem gênero, é uma consciência energética com os dois polos – feminina e masculino – o doce e o firme, simplificando.

Mas não é sobre isso que falarei, e sim sobre quem é o Criador desse mundo em que estamos atualmente.

Esse mundo (planeta, sistema Solar e galáxia) em que estamos não foi criado pela Fonte Primordial! Isso mesmo que você entendeu. Não foi a Fonte Primordial que criou essa galáxia, com suas estrelas, nebulosas, planetas, satélites, asteroides e mais tudo o que existe na Via Láctea. Foi um de seus aspectos! Ele é conhecido como ”Lúcifer”. Não aquele que a religião católica prega como associado ao demônio, mas aquele que “Veio da Luz”!

Então, nem tudo o que existe nos Universos foi criado pela Fonte Primordial (digamos assim, para quem ainda não despertou totalmente: O Deus único, onipotente, onisciente, etc..).

Essa é uma das razões que conhecemos como mitologia as histórias gregas sobre os Deuses do Olimpo. Isso confundia o meu raciocínio quando jovem, pois aprendi que o Deus era único, então para mim, naquela época, a história dos Deuses do Olimpo era mito mesmo!

Mas não, Eles existiram, e ainda existem, não totalmente igual à mitologia.

Quem despertou e procurou estudar e entender um pouco do mundo em que vivemos atualmente, que é bem diferente daquele que a sociedade, de uma maneira geral, nos ensinou, sabe o que significa quando falamos sobre “Deuses”, uma vez que todos somos “Deuses” em potencial, em nossa origem e em nossa meta na escalada da vida.

Viemos da Fonte Primordial, ou de uma energia Criadora Suprema, e a ela voltaremos, e poderemos escolher a nos fundir novamente com a nossa Fonte, ou ficarmos “separados” e criarmos o nosso mundo! Assim, seremos a Fonte desse “nosso” mundo! É sobre essas Fontes “secundárias” que relatam as mitologias dos “deuses”.

Como sabemos, somos todos fractais da nossa Fonte (não necessariamente da Fonte Primordial) vivendo experiências nas dimensões mais baixas, galgando, dentro do tempo de cada fractal, a escada da evolução. Cada fractal tem a sua experiência única, e essa experiência vai sendo incorporada em nosso registro akashico. Quando finalmente “reaprendermos tudo”, chegamos ao nível frequêncial de vibração da nossa Fonte, poderemos escolher nos fundir com a Fonte ou ficarmos “apartados” para criarmos o “nosso mundo”!

Por isso existe a expressão “somos todos um”, pois todos viemos da mesma Fonte Criadora, e a Ela voltaremos, apenas durante o “caminho” cada qual segue o seu, as vezes mais fácil, as vezes mais difícil, de acordo com nossas escolhas, pois nada é por acaso. Tudo tem uma razão se ser, e essas razões veem de nossas escolhas.

Portanto reverencie a “Fonte Criadora” que existe no seu interior e todas as demais Fontes (em todos e tudo). Vai até um espelho e veja a face da sua Fonte, agradeça a sua experiência e aja como tal!

Viver nesse mundo é difícil simplesmente pela falta de conhecimento dessa verdade. É a ignorância espiritual que faz com que as almas vivam egoicamente, sem atinar que as suas ações definem a sua vida, além de influenciar a vida da coletividade. Quando atingirmos uma massa crítica de conhecimento das verdades espirituais, será dada a ignição da ascensão para a 5ª dimensão. Por isso que muitas das últimas mensagens de nossos Irmãos Cósmicos falam sobre a necessidade dos Trabalhadores da Luz passarem adiante os seus conhecimentos.

Como “Eles” dizem em certas mensagens: “não esperem que ajamos por vocês”, ou “vocês são aqueles por quem vocês estão esperando”!

Simples assim.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

NÃO FORCE A SUA NATUREZA

A jornada de cada alma é única em relação à aceitação de suas experiências. A velocidade de sua ascensão também depende do entendimento e da aceitação de suas experiências.

Durante a jornada de cada alma, ela vai aprendendo quais pensamentos, palavras e ações lhe trazem boas ou ruins reações, que podem lhe retroceder, estagnar ou avançar na senda evolutiva, que é o retorno à Fonte.

Mas em relação aos pensamentos, palavras e ações, o que vale mesmo é a emanação das energias pela INTENÇÃO! Não adianta você agir de maneira bondosa, se a sua intenção é, na realidade, contrária. A ALMA pode enganar as outras, mas não a emanação energética.

Então, não adianta se enganar, ou seja, fazer tudo achando que está fazendo o “bem”, se a sua natureza ainda não atingiu um nível, digamos, de natureza divina. Não adianta fazer o bem por conveniência!

Também não se deve condenar se ainda lhe aparecem pensamentos “ruins”, destrutivos, trevosos, que deflagram palavras ou ações que machucam outras almas. Já é um avanço saber quais são os pensamentos, as palavras e as ações que emitem energias deletérias. Lembrem-se que toda energia emitida, parte volta para a fonte emissora.

Lembrem-se, queridas almas, que só esse conhecimento já é um grande passo. Quantas almas existem dentro de sua própria família, no seu rol de amizade, no ambiente do seu trabalho, que não têm a menor noção que emitem energia a cada movimento, a cada instante. Almas que só pensam nelas próprias, não por serem más, mas por crerem que só se defendendo, conseguem “sobreviver”! E isso nem é por culpa delas, pois muitas vezes assim foram “educadas”!

Então, cada alma vive de acordo com o seu conhecimento, com o que andou aprendendo em outras experiências encarnatórias, que ficam ”anexadas” no seu “arquivo akáshico”, imantado em seu DNA astral. Então, tudo o que cada alma aprendeu em “vidas” passadas tem o potencial de despertar a cada encarnação. É aquele “Aha” que aparece assim, do nada! É aquele impulso de correr atrás dos conhecimentos que, na maioria das vezes, não estão lhe sendo passados!

Às vezes, se a alma vem em missão e o seu “despertar” não foi completo, há a intervenção dos seus Guardiões ou até de “Irmãos Cósmicos”!

Tudo segue um planejamento, mas que nem sempre se consegue cumprir, uma vez que nesse mundo em que estamos “vivendo”, existe o Livre-arbítrio, que é simplesmente as reações de cada alma aos acontecimentos planejados antes de cada encarnação.

Então, não force a sua natureza, pois cada alma tem um ritmo evolutivo, que pode variar em cada encarnação!

Só para explanar de uma forma mais palpável, vou citar um exemplo de uma ação que faz mal ao corpo e a própria alma (entre muitos outros), dependendo se conseguir ou não se livrar dela. Posso falar com autoridade, pois aconteceu comigo. É o ato de fumar. Eu consegui, faz mais de 26 anos.

O fumo, como comprovado cientificamente, faz um grande mal ao corpo que habitamos, mas grande parte dos fumantes não abandona esse vício, pois o ato de fumar da um grande prazer MOMENTÂNEO, assim como todas as drogas. Somente se conscientizando verdadeiramente, ou quando o organismo dá um aviso definitivo, o viciado consegue se livrar do vício do prazer momentâneo. E o pior para as almas viciadas, é que se desencarnarem com qualquer vício, elas carregam essa dependência para sua vida astral, o que lhes acarretam algumas consequências, dependendo do atendimento que cada alma “consegue” ter e aceitar.

Então, assim como o vício do fumo, existem quase que infinitas experiências que TODAS as almas passam, não só aqui na Terra, como pelos diversos planetas dos universos, e somente passando por elas que vamos evoluindo e galgando os degraus da escada evolutiva.

Portanto queridas almas, não olhem para as outras almas, ou mesmo para vocês, como superiores ou inferiores, pois somos todas iguais, diferenciando somente na quantidade de aprendizado que cada uma teve na sua senda de volta à FONTE.

Simples assim.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

CONTRATOS DE VIDA

Queridas almas irmãs.

Hoje me veio a intuição de escrever sobre certas crenças das almas que despertaram para a realidade, mas sem muitos conhecimentos espirituais.

Essa falta de conhecimento espiritual se deve ao despertar quase instantâneo, que é como um clique no cérebro, saindo assim das crenças dogmáticas das religiões e passando a aceitar que Deus não está lá fora, mas que todas as almas e espíritos são energias da Fonte primária, portanto a Energia Primordial que chamamos de “Deus” está dentro de tudo e de todos, animados e a inanimados. É a Energia Divina que faz com que as células de um objeto fiquem coesas, dando a forma às coisas e aos nossos corpos.

Quando desencarnamos, nossa alma leva essa energia, pois nosso espírito é imortal, é um fractal da Energia Primordial (que conhecemos como Deus), e assim o corpo que habitávamos desagrega por não ter mais a energia que o mantinha “animado”!

Despertar assim é um passo enorme, mas que deixa um vácuo de conhecimento, que é o conhecimento – na verdade o reconhecimento, pois você já sabe, só esqueceu devido ao véu – das leis da vida nesse orbe (planeta) de 3ªe 4ª dimensões.

Todo o Universo, seja em qual dimensão for, é regido por Leis, que são imutáveis, pois foram criadas juntas com a criação das dimensões, pois se assim não o fosse, toda a vida seria um caos.

E por que a vida na Terra é, geralmente, regida pelo caos, se existem Leis Universais?

Porque o ser que habita os orbes de 3ª e 4ª dimensões – que ainda é o caso da Terra, uma vez que os planetas também evoluem (a Terra é o “corpo” do espírito Gaia) – está na mais baixa frequência vibracional de um ser pensante, pois está aqui para aprender a seguir exatamente as Leis Universais, e enquanto não as aprende, não pode segui-las e, consequentemente, gera o seu caos particular, conhecido como “colhe o que planta”. Quando os seres se reúnem em famílias e grupos, vão formando aldeias, vilas, cidades, etc., formam coletividades, e assim juntam as suas “semeaduras” e colheitas coletivas, além das individuais. Essas ações contrárias às Leis são conhecidas como carmas, que são individuais e coletivas.

Toda essa introdução é para poder fazer um esclarecimento sobre certas crenças que algumas almas despertas adquirem após o despertar sem o devido conhecimento.

Ao despertar, as almas passam a ter o conhecimento que por sermos fractais da Fonte Primária, a Criadora de tudo o que existe, também somos criadoras! Somos, sim! Só que antes de podermos criar os benefícios de uma “boa vida”, tal como ter saúde plena e abundância de tudo o que torna a vida totalmente feliz, tranquila e, portanto, totalmente agradável, como se estivéssemos no paraíso, temos que colher o que semeamos anteriormente, além de somente semearmos “boas sementes”!

Então, nessa ou em outra qualquer encarnação, se temos colheitas a serem feitas, mesmo que tenhamos despertado para a verdade do que é a caminhada de evolução da alma e do espírito, e passamos a agir dentro das Leis Universais, ainda temos as colheitas que não realizamos.

A maioria das nossas colheitas são consequências de vidas passadas, e todas elas são planejadas antes de reencarnarmos. Dependendo de nosso nível de evolução, ou seja, qual vibração frequencial (de nossa energia) atingimos, portanto estamos vibrando, podemos participar da “reunião” que decide os rumos de nossa próxima encarnação. Se não atingimos a vibração mínima, o planejamento da vida fica somente para os Senhores do Carma, com a assistência de seus futuros “Guias”, conhecidos como “Anjos da Guarda”! É o dito planejamento compulsório, pois a alma ainda não tem o discernimento suficiente para planejar a própria encarnação. A evolução do espírito não depende somente do amor, mas também da LUZ do CONHECIMENTO.

Então nossas vidas estão todas planejadas. Nada é por acaso! Se você pode participar da reunião de planejamento de sua próxima encarnação, você escolhe onde e quando vai nascer, em que família, com que mãe e pai, se vai ter uma vida fácil ou difícil, quais as doenças que terá, com quem casará, se tiver que casar, quais filhos terá, se os tiver, como e quando desencarnará, ou seja, tudo devidamente planejado. NADA É POR ACASO!

Mas e o livre arbítrio? Ele existe sim, mas é somente para as suas reações sobre tudo que está previsto para acontecer na sua vida! Você pode até deixar de casar com a pessoa planejada, pois isso depende de você e dela (livre arbítrio), mas se estava planejado esse casamento para resgatar o amor entre vocês, e isso não aconteceu, deverá acontecer em outra!

Então, se estava planejado você não ser rico, jamais ganhará na loteria, e estava planejado você viver com uma deficiência física, jamais será curado! Se estava planejado você desencarnar se afogando, você vai morrer afogado! É contratual!

Pode haver quebra de contrato? Sim, pode, mas terá que “colher” o que “plantou” em algum momento de sua senda evolutiva! Tudo o que você emite de energia, seja pensando, falando ou agindo, parte dessa energia vai para a energia coletiva e parte volta para você, ficando agregado no seu DNA espiritual (registro akashico), Só sai do registro quando você “colher”!

É por isso que muitas pessoas fazem os seus “decretos” e nada acontece. Fazem tratamentos espirituais sem resultados, pois podem ter posto uma cláusula contratual indicando que por qualquer razão, com decretos ou não, aquela “colheita” tem que ser feita. Também você pode ter colocado uma cláusula sobre uma “colheita” que achava que conseguiria “colher”, mas os Senhores do Carma achavam que seria uma carga muito pesada, que não conseguiria carregar, então, através de algum “pedido” essa colheita seria “adiada”.

Nenhuma energia imantada no DNA espiritual pode ser “retirada” sem a devida “colheita”.

Existem casos de doenças não cármicas? Sim! Temos um exemplo bem atual. Atualmente vivemos numa pandemia. Não importa se foi natural ou criada! Ela existe! Não importa se o número de mortes está inflado ou não, pois muitas almas estão retornando para a casa espiritual através do vírus. A esmagadora maioria tinha planejado fazer a passagem assim! Mas digamos que você não tinha planejado “morrer” assim, e começa a frequentar lugares com muita infestação virótica. A possibilidade de você ser contaminada é grande, mesmo que não esteja no seu contrato de vida (livre arbítrio). Como o seu corpo vai reagir à contaminação vai depender de uma série de fatores, e você até pode desencarnar! Assim não cumpriu todo o planejamento de sua vida, e o que não foi “colhido” fica para uma próxima encarnação. O não cumprimento de toda a sua missão de vida pode vir por ações próprias ou até por ações de terceiros (assassinato, por exemplo – pois existem as imponderações, o que torna a vida, digamos, interessante e dinâmica).

Mas e a tal da máxima que “NADA É POR ACASO”? Existem clausulas em aberto, sem o nosso conhecimento, as imponderações, que fazem com que existam os “futuros prováveis”, sem a nossa intervenção prévia. Caso não existissem as imponderações, devido ao livre arbítrio, não existiriam os mundos paralelos. Mas esse tema, imponderações, é mais complexo e será explanado em outro artigo, pois esse já está ficando extenso.

Há casos que a alma consegue sublimar as energias de baixa vibração do seu registro akashico?

Sim! Tudo é possível! Mas o ser tem que alcançar uma vibração de um nível muito alto, o estado búdico! Esse é um estado no qual a vibração frequencial é tão alta e limpa, de tanta luz, que a energia emitida “dissolve” todas as energias de baixa vibração do seu DNA espiritual.

Que tal você atingir essa vibração? Não é impossível! Basta não emitir mais energias de baixa vibração, e amar a tudo e a todos como parte indivisível de você, pois tudo e todos vieram da mesma Fonte! Fácil, né? Mas porque não conseguimos? O ego não deixa.

Então não fique frustrada se não conseguir ganhar na loteria, não se curar daquela dorzinha incômoda, não conseguir casar com aquela paixão, etc. Deus não a abandonou, nem você cuspiu na cruz! Você, que está lendo, TODAS AS ALMAS que estão lendo, já tinham a vibração necessária para participar da reunião que definiu os rumos dessa sua vida, pois se o seu contrato dessa vida fosse compulsório, você não teria sido atraída para esse artigo. E não dê chance às imponderações!

E assim é.

Fiquem na paz de Sananda, nosso amadíssimo Jesus.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

QUERO MEDITAR, MAS NÃO CONSIGO

Você quer meditar, mas não sabe como fazer? Ou já tentou, mas não consegue silenciar a sua mente? Existem muitos “motivos” para não conseguir meditar.

Então vou compartilhar com você uma técnica que eu usei, e ainda uso, para iniciar a concentração e chegar no estado meditativo, que é estar totalmente “desligado” dos sentidos físicos e aberto aos sentidos espirituais, que podem ser visões ou comunicações telepáticas/sonoras.

Mas antes vou esclarecer para que serve a meditação. A principal intenção da meditação é “esvaziar” a sua mente, limpar-se das energias negativas e equilibrar os seus chacras. Eventualmente, “receber” intuições, imagens ou qualquer outro tipo de comunicação ou revelações suas ou externas, uma vez que você sobe a sua frequência vibracional, propiciando o acesso ao seu arquivo Akáshico ou a comunicação dos irmãos de vibrações superiores. Há outros benefícios, mas vou me ater somente nesses.

Sente-se em um lugar silencioso, confortavelmente, de uma maneira que seu corpo não se canse da posição. Esse lugar não pode ter barulhos e também não tenha acesso de outras pessoas.

De preferência o local deve estar quase totalmente escuro, para que o seus olhos também não sejam incomodados por luzes externas.

Se achar melhor, pode colocar uma música bem suave e bem baixa, como um fundo musical, mas bem suave.

Uma vez sentado confortavelmente, comece a prestar atenção na sua respiração, que ceve ser profunda e suave (devagar e profunda). Acompanhe com atenção o ar entrando pelas narinas, entrando na traqueia e nos pulmões. Quando sentir que o ar preencheu os pulmões, segure o ar um pouquinho e depois solte-o, devagar pela boca, também acompanhando o ar saindo.

Vai fazendo isso, ou seja acompanhando o ar entrando pelo nariz e saindo pela boca. Faça isso várias vezes, sempre prestando atenção no fluxo do ar.

Ao prestar atenção no fluxo do ar, sua mente não pensa em outra coisa. Se seu pensamento se voltar para outra coisa, pare, resolva esse pensamento, e volte a acompanhar a respiração.

Faça assim diariamente, sempre no mesmo horário, pois assim sua alma vai acostumando com a rotina. Um bom momento é antes de ir dormir, ou ao acordar.

Esse exercício irá fazer você aprender a silenciar a sua mente. Pode demorar muito até conseguir, e conseguir só depende de você.

NÃO DESANIME, por qualquer MOTIVO, pois é difícil no início, mas tudo na vida precisa de estudo e prática, junto com a PERSEVERANÇA.

Um dia, sem que você espere, você irá ver imagens, ou ouvir vozes mentalmente, então é só prestar atenção, pois começou as revelações pela meditação.

Uma observação importante: NÃO SE CULPE SE NUMA MEDITAÇÃO VOCÊ DORMIR! Pode acontecer e é normal. Seu corpo necessitava desse descanso.

Outra observação: e o tempo? O tempo é você que estipula, é o que você ache necessário e confortável. Sugiro INICIALMENTE, para somente o exercício de acompanhar a respiração, uns 5 minutos. Depois, ao começar a sentir a diferença, tanto no exercício, quanto na sua vida, pois isso irá lhe acalmar, você vai aumentar o tempo normalmente.

Por fim, quando você já sentir facilidade nesse exercício de acompanhar a sua respiração, ao inspirar o ar tenha a intenção de estar respirando a energia da Fonte (que você conhece como Deus), pois a energia da Fonte está em tudo, inclusive no ar. Eu costumava a falar com o meu antigo grupo assim: “Vamos dar uma cafungada em Deus!” Tenha a intenção que esse ar divino limpe o seu corpo das energias negativas, tirando-as do corpo quando você expirar. As energias negativas vão juntas com o ar expelido.

Ao estar dominando a técnica de concentração, você pode meditar em qualquer lugar, desde que não o incomodem.

Outra importante observação é como sentar para meditar. Não precisa ser na posição de Lótus (aquela do yoga). Você tem que estar com a coluna reta, preferencialmente. Se precisar encostar sua costa, encoste, mas o mais reto possível, para que as energias possam subir pela sua coluna livremente. Se estiver sentado numa cadeira, coloque a sola dos pés no chão (sem qualquer tipo de calçado), pois é a sua ligação energética com Gaia, a mãe Terra.

Também existem outros tipos de meditações, que são as dirigidas, que podem ser dirigidas por você, ou as dirigidas por terceiros, que você acompanha os comandos. Essas meditações são feitas após ter o domínio sobre as técnicas de concentração, para que você possa destinar as energias que você está manipulando. Como são muitas as técnicas dessas meditações dirigidas, inclusive de funções, deixarei para outro artigo, caso solicitem.

Fiquem na paz de Sananda, e boas meditações.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário