PARA POETAR

Jogue letras no ar
O vento as une em palavras
Ao caírem na terra
Formam frases
Mas para formarem o poema
Misture-as no seu coração
 
Bill Shalders
02/01/2022
Publicado em POETRIX | Deixe um comentário

AS PEDRAS NO CAMINHO

Manzherok rapids nas montanhas altai, ilha de pedra no meio do rio katun |  Foto Premium
Nossa vida na Terra pode ser exemplificada através de uma pequena e pedregosa parábola.
 
Somos como pedras atiradas num rio.
 
Se transformarmos nossos problemas em pequenas pedras atiradas num rio, o rio vai nos rolando, e a cada batida nos obstáculos do rio, as arestas vão ficando pelo caminho. Então o que era uma pedra grotesca, difícil de carregar, no final vira um seixo rolado, lisinho e bonito. Podemos então ver a razão e o sentido da expressão ”siga o fluxo da vida!”
 
Se transformarmos o problema numa imensa pedra, ela ficará presa no rio, sendo contornada pelas suas águas. Mas o problema está lá, fixo, às vezes tornando impossível a navegação livre no meio do rio. Para que essa pedra saia do caminho, somente uma “Cabeça d’água” conseguiria desloca-la. Então, se transformarmos um problema numa imensa pedra, somente um grande evento climático – um acontecimento trágico na vida – deslocara essa pedra.
 
Nossas vidas são cheias de pedras pelo caminho, pedras essas que escolhemos, a fim de aprendermos como tirá-las do caminho, e assim evoluirmos espiritualmente, que é o real sentido da vida. Cabe a cada um designar o tamanho de cada pedra e atira-la no rio da sua vida.
 
Então siga em frente, enfrentando os desafios com sabedoria e alegria, sabendo que na sua vida terrana, tudo é passageiro, tal como as lições – pedras. Preste atenção nos acontecimentos que lhe afetam, aceite-os e procure entende-los, pois nada é por acaso, e nada é intransponível, caso contrário não teríamos escolhido. E se a tristeza está em você nesse agora, não desanime, pois como já disseram, tudo é passageiro.
 
Ao sabermos que nós escolhemos as pedras que apareceram e talvez ainda aparecerão no nosso caminho, fica mais fácil viver com aceitação e alegria.
Publicado em Artigos | Deixe um comentário

AS TREVAS FALAM

Olá queridas fornecedoras de energias de baixa vibração, da qual nos alimentamos. Sim, podemos chamar vocês de queridas, assim como vocês chamam as suas comidas, pois são elas que lhes fornecem energias depois de processadas.

Nós não precisamos processar a comida que vocês nos fornecem, pois elas já veem em forma de energia quando vocês pensam, falam, gritam e agem da maneira que vocês conhecem muito bem, pois a esmagadora maioria da humanidade a emite quase que constantemente.

Assim, quando estamos necessitando de energia é só nos aproximarmos de vocês, influenciarmos a sua ira, o seu ódio, a sua fofoca, seu medo, sua tristeza, entre tantos sentimentos que emitem energia de baixa vibração e as captamos.

Alguns vão pensar que não temos acesso a eles, pois além de terem os seus guardiões, eles estão despertos e não mais se deixam influenciar pelos sentimentos negativos. É aí que damos boas gargalhadas, pois não existe quem não tenha momentos difíceis nesse plano terrestre!

Lembrem-se que esse planeta é um orbe de expiação e vocês, encarnados, estão espiando tudo o que fizeram em outras vidas, estão colhendo o que plantaram.

Vou falar sobre os seus conhecidos como Anjos da Guarda. Vocês pensam que são anjos com poder superior ao nosso! Só dando mais gargalhadas! Seus “anjos” são quase iguais a vocês, geralmente membros de suas famílias espirituais, que obedecem o livre arbítrio de vocês. Se vocês não os acionam, eles não podem intervir, e se forem chamados, não tem o nosso poder. Eles até poderiam chamar entidades superiores a nós, mas vocês não os autorizam, e assim, eles só ficam olhando nós nos banquetearmos com as energias de vocês.

Depois de sugarmos bastante, vocês se sentem cansados, esgotados, e nem sabem por que, uma vez que nem estavam fazendo algo fisicamente para consumir energias. Muitos acabam até doentes. Damos mais risadas.

Alguém que está lendo vai duvidar que estamos lhes dando o “caminho das pedras” e assim poderíamos perder a nossa “boquinha”! Damos mais risadas ainda. Sabem por quê? Porque os acomodados humanos não estão nem um pouco interessados em saber do porque vivem. São os chamados pelos seres da luz de dorminhocos. Só querem saber de se divertirem, e das melhores maneiras para nós! Bebem, fumam, se drogam, brigam, fofocam, se alimentam mal, e nós vamos nos alimentando. Jamais lerão isso! JAMAIS! Vão dizer que isso é coisa de gente maluca, que “pensam” que falam com espíritos, que isso vai contra os ensinamentos das religiões. Damos mais risadas ainda, pois as religiões foram e são influenciadas por nós, pelos nossos irmãos mais sábios, que fingem ser da luz e influenciam os mentores das religiões.

Estamos vigilantes sobre esses movimentos da luz. No passado mandaram muitos de seus representantes para viver aqui, e conseguimos influenciar a maioria deles. Poucos deles não conseguimos influenciar. Atualmente estão vindo mais deles, mas ainda conseguimos manter muitos dentro do véu, mas está ficando difícil. Muitos de nós já foram capturados e nem sei para onde os estão levando, mas temos esperança que ainda teremos nosso banquete durante um bom tempo, e se todos os dorminhocos saírem desse planeta, teremos que segui-los até suas novas moradas, pois dependemos deles.

Vocês podem tentar fazer algum deles ler isso aqui, mas duvido que cheguem a ler tudo. A maioria desiste no primeiro parágrafo, e se ler tudo, vai ficar com medo e mais uma vez vai emitir a nossa “alimentação”!

Coloquei vocês, os despertos num dilema! Vão mandar ou não para os dorminhocos lerem? Será mesmo que ao lerem tudo, ficarão com medo do “desconhecido”? Eu garanto que pouquíssimos despertarão como vocês gostariam.

Então, boas tentativas, e até lá, vamos nos alimentando, sem pedir licença mesmo, na mão grande, como vocês dizem e fazem.

Obs.: Não canalizei qualquer ser das trevas! Essa “chamada” ao entendimento do que os seres trevosos fazem, veio da luz. Se não despertam pela luz, despertem pelo medo das trevas, mas sabendo que ao despertarem e usando as dicas acima citadas, não precisam ter medo, pois a luz JAMAIS deixa de atender o chamado de seus irmãos!

Publicado em Canalizações | Deixe um comentário

AS EXPERIÊNCIAS DA VIDA

Um Mendigo: Nossa Mente Julga e Nos Engana - Uma História Real

Estava lendo um artigo sobre “pensar” sobre essa vida e ver quantos exemplos nos rementem a ver a pobreza de espírito da maioria dos seres, e isso nem é por culpa total deles, pois assim foram “educados” para não serem pensadores e sim espectadores. São os dorminhocos da vida, desperdiçando a oportunidade que estão tendo nessa vida.

Mas a leitura me levou a pensar nos dois lados dessa vida, um que nos remete a ver a negatividade reinante nesse planeta, e no outro uma beleza, as vezes até escondida das pessoas não buscadoras.

Vou aqui descrever um fato ocorrido na minha adolescência. Eu tinha por volta de 14 anos. Minha família não vivia em berço esplendido e eu compreendia e vivia dentro do que podia.

Eu ia ao colégio pela manhã de condução e voltava a pé para economizar o dinheiro da passagem e com ele poder comprar alguma guloseima, pois não podíamos gastar em coisas que não fossem de necessidade para a sobrevivência. Mas eu pensava que uma guloseima era necessária para a sobrevivência da minha alegria de vida adolescente.

Numa dessas caminhadas de volta para casa, de aproximadamente 2 quilômetros, eu não tinha comprado a guloseima, e no meio do caminho passei por um “mendigo” que me estendeu a mão, solicitando uma esmola. Ele era um homem negro, aparentemente limpo, sem barba por fazer, e vestido com roupas velhas, mas ainda em bom estado. Estava sentado na calçada, encostado na parede de um prédio.

Na hora me lembrei que ainda tinha o dinheiro da passagem, da minha guloseima, mas vi que ele precisava mais do que eu. Parei, tirei o dinheiro do bolso e lhe dei. Não sei o motivo, pois não me lembro mais, acabei conversando um tempinho com ele, e senti que não era um homem comum, ele tinha vasto conhecimento, principalmente de história e filosofia.

Fiquei tão admirado pelo que ele “sabia”, que passei a voltar sempre pelo mesmo caminho para encontrar ele. Eu sentava ao seu lado e eu ouvia mais do que falava. O interessante é que jamais o questionei sobre a causa de sua “mendicância”. Estávamos já tão amigos que chegou ao ponto dele um dia recusar o meu dinheiro, dizendo que naquele dia eu teria que comprar a minha guloseima.

Esses encontros duraram quase um mês, pois um dia, ao passar pelo local ele não estava lá. Passaram-se os dias e ele jamais apareceu, e eu fiquei sem saber o seu destino.

Mas o que aprendi com isso?

Que jamais devemos julgar as pessoas por suas aparências e condições! Atrás de um dito mendigo, havia um homem sábio e com bons conhecimentos, o que a grande maioria do povo não possui! Também que fatos e acontecimentos bons também são passageiros. Digo “também” porque essa vida é uma passagem pequena dentro de nossa eternidade. Portanto TUDO na vida é passageiro, tudo passará, tanto as boas quanto as más experiências, mas sempre fica uma lição, pois nada é por acaso.

Fiquem na paz, na luz e no amor.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

AS ESCRITURAS “SAGRADAS”

Queridas almas, fui intuído para falar sobre as escrituras “sagradas” das maiores religiões atuais no planeta.

Todas as escrituras, consideradas “sagradas” pelos mandantes das religiões e, consequentemente, por seus seguidores, foram mensagens ditadas ou canalizadas tal como as que nos são enviadas atualmente.

Muitas se perderam no tempo. Naquelas épocas, pouquíssimos sabiam ler e escrever, então algumas foram passadas para uma escrita e outras eram passadas no que conhecemos como “boca a boca”, até que alguém resolvesse passar para o papel, mas já com muitas distorções.

Muitas escrituras foram guardadas em lugares ermos, tal como grutas, ou mesmo enterradas, para que fossem preservadas, com o intuito de que fossem encontradas pelas civilizações futuras.

Tanto a Bíblia, os Vedas, Alcorão, Tripitaka, Tanak, etc., representam as mensagens ou descrições daquelas épocas, tal como as menções aos Vimanas, que na verdade, eram naves extraterrestres, mas como o conhecimento era muito limitado, foram descritas como “carruagens de fogo”.

Muitas das escrituras também foram “manipuladas” para que as verdades não fossem motivos para que as “leis” das religiões fossem questionadas e os mandantes das religiões perdessem o seu poder sobre os seus crentes.

Mas o motivo desse artigo é para demostrar que todas as escrituras das religiões vigentes atualmente no planeta obedeceram aos entendimentos das pessoas nas épocas em que foram disponibilizadas.

Atualmente, com o avanço tecnológico e espiritual da humanidade, certas verdades já nos são mostradas. Mas há um “sistema de filtro” ainda imposto pelo governo oculto, que oculta todas as descobertas tecnológicas que favoreceriam à humanidade. Isso também acontece no nível religioso, e tudo pelo mesmo motivo, que é: quando tudo vier à tona, os mandantes perderão o seu poder!

Atualmente, somente quem não quer ver é que não “acredita” que não é somente a Terra que é habitada. Cada vez mais as naves dos irmãos cósmicos se mostram, e as evidencias que não podem ser ridicularizadas, são escondidas pelas mídias controladas pelos “donos do mundo”!

As maiores distorções das “escrituras sagradas” estão contidas na Bíblia e no Alcorão. No Alcorão há, inclusive, interpretações distorcidas, e todas as almas que procuram as verdades desse mundo, conhecem quais são os erros das interpretações.

Esse artigo e essa introdução são para facilitar o entendimento, e consequente aceitação, do que atualmente nos tem sido repassado pelos irmãos cósmicos, sobre o que somos realmente. Deus ou Alá, como chamamos a Fonte Primordial, não é um ser apartado de nós, não está no céu sozinho para ser adorado pelos “insignificantes pecadores”, ou mesmo ser temido, como muitos crentes se dizem “tementes a Deus!”

Como nas épocas em que Deus deveria ser temido – imposto à humanidade por ser totalmente ignorante espiritual e deixar de “pecar” com medo do castigo divino – certas verdades poderiam ser ditas? Como poderiam entender que a Fonte não está fora das almas, e sim dentro de cada uma. Cada criação apartada da Fonte é um aspecto Dela. Como poderiam entender isso, se até hoje poucas almas já aceitam essa verdade divina?

A aceitação das verdades espirituais nesse orbe é muito lenta, dentro do tempo desse planeta. As mensagens trazidas nas escrituras sagradas demoraram a ser aceitas, e muitas foram distorcidas, tanto pela ignorância, quanto pelos interesses obscuros, sabemos de quem.

As últimas mensagens trazidas por um mensageiro encarnado há uns 180 anos, até hoje não são conhecidas ou aceitas por grande parte da humanidade. Você que ainda está lendo, sabe exatamente de quem estou falando. Quem não sabe, faça uma pesquisa, estude, mostre o seu interesse em conhecer as mensagens nos enviadas pelos irmãos cósmicos, não santos, pois “santos” são invenções de religiões, mas espíritos de alta vibração, que um dia todos nós atingiremos, uma vez que o propósito da vida apartada da Fonte é experienciar todas as formas de vida, na matéria e fora dela, e sempre evoluindo, até reatingirmos a frequência vibracional da Fonte.

E assim é.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

IMÃ E FAROL

Saudações almas queridas, amadas incondicionalmente por todos nós, os ascensos.

Viemos aqui para lhes mostrar uma imagem, como diriam vocês, uma parábola, a fim de que vocês saibam como agir como os verdadeiros trabalhadores da luz.

Não que vocês não o saibam! Todos vocês, no intimo de sua energia, sabem exatamente como agir, mas durante a vigília, suas mentes não têm a capacidade de lembrar.

Vocês já leram mensagens falando para não agirem, não falarem com as almas ditas “dormindo”, e também já leram outras falando que já chegou a hora de as despertarem. Ambas estavam corretas na sua época devida, e muitos de vocês seguiram os conselhos e fizeram o que deveriam fazer, mas muitos, também, se decepcionaram ao não verem quaisquer resultados práticos, pois a maioria das pessoas que lhes escutaram, ou não entenderam coisa alguma, ou, pior, não acreditaram, e ainda acharam que vocês tinham “pirado”!

O conselho para vocês falarem sobre os tempos atuais, sobre a verdade do que é a vida, que é totalmente diferente que lhes foi ensinado, veio em função das grandes emanações de energia sobre a Terra, e que ainda está acontecendo, e cada vez mais.

Mas vocês têm que lembrar, e já aprenderam sobre isso, que as energias que são emanadas para a Terra só são absorvidas quando há essa intenção, então se uma alma está “dormindo” e não tem qualquer ideia sobre essas energias, não absorverá qualquer tantinho dessas energias.

Mas essas energias não estão perdidas, pois vocês, conhecedoras dessas energias, são as âncoras delas, e ao absorverem o tanto que cada uma consegue, estão aumentando o quanto energético da Terra. Esse é um papel de vocês, mas devemos lhes lembrar que tem que haver a intenção de absorve-las, tal como o lado positivo de um imã.

O outro “trabalho” que seria despertar a humanidade, e que vocês que já tentaram, viram que é difícil para um “dorminhoco” despertar, devem agir simplesmente como um farol. O farol está lá fixo, numa ilha ou num pontal, mostrando o caminho. Ele está lá, fixo, calado, só iluminando o caminho. Segue quem quiser! Entenderam? Somente faça de sua vida um exemplo para os outros. Essa é a melhor forma de ensinar, sem impor. SÓ MOSTRAR, ILUMINAR O CAMINHO.

Então, o trabalho se resume em ser um imã e um farol. Mas também se alguma alma tiver a sua curiosidade despertada e vier lhe questionar sobre os caminhos que você está iluminando, seja um “professor”, e explique tudo o que essa alma lhe questionar, mas sempre lhe dizendo que a verdade de tudo está dentro de cada um, e que ela deve procurar a dela em seu interior.

Se vocês estão agindo como um imã e como um farol, então fiquem tranquilos, pois estão cumprindo as suas missões. Simples assim.

Nas criações da Fonte Primordial, tudo é simples! Quem complica são as almas ainda nas frequências da 3D.

Fiquem na Paz e no Amor.

Publicado em Canalizações | Deixe um comentário

TÍTULO E CONTEÚDO


Normalmente começo a escrever quando me vem uma intuição, ou uma vontade de escrever sobre um assunto.
 
Essa vontade pode aparecer do nada, ou lendo algo, ou vendo alguma coisa, etc.. Pode ser uma vontade intuída por “eles” ou por mim mesmo.
 
Escrever sobre qualquer assunto requer um conhecimento mínimo, e muita responsabilidade, uma vez que posso influenciar alguns leitores, lhes mostrando o meu ponto de vista, que pode ser certo para mim, mas diferente para outras visões. Se não conheço a fundo o tema que vou escrever, procuro estudas o assunto através de outras visões, e retirar o que mais se encaixa com a minha visão.
 
Como costumam dizer em algumas mensagens, cada assunto pode ser visto de ângulos diferentes, o que concordo plenamente. Dentro desse raciocínio, somente ainda está difícil concordar com quem diz que não existe o errado, e sim – volta ao mesmo pensamento – visões diferentes.
 
Eu ainda creio que existe sim o “errado”! Para mim qualquer ação que emita energias prejudiciais ao que for, animado ou inanimado. Tudo o que existe tem vida, a essência divina. Se não tivesse, não existiria – desmancharia, pois é a essência divina que agrega os átomos. Qualquer emissão de energia negativa para fora de você vai prejudicar quem absorver essa energia, que pode até ser por pura ignorância de como se defender energeticamente, conforme é a esmagadora maioria do povo. Concordo com a ressalva de que se for de você para você, pode ser que você queira aprender a lição que virá com essa energia negativa.
 
Então a intuição serve como tema para o título, mas conforme vou escrevendo, vão aparecendo diversos caminhos diferentes, referentes a temas complementares que não posso deixar de mencionar, e as vezes a ideia principal está dentro desses desvios na rota do tema que eu achava principal.
 
É uma forma de em poucas palavras falar sobre um assunto, sendo que ele náo seria o principal.
 
Aqui mesmo temos o exemplo. Fui intuído para falar sobre TEMA E CONTEÚDO, uma vez que no conteúdo tem muitas dissertações que seriam fora do tema, mas são complementares, por isso as ideias aparecem. Algumas eu aceito e escrevo sobre, mas outras eu descarto, não por não serem complementares e até dentro do tema, mas por necessitarem de uma explanação muito grande, e assim fica para uma próxima vez.
 
Aqui veio o caminho do “errado”, e por eu conseguir explanar em poucas linhas a minha visão, eu inclui, além de servir de exemplo da diversidade que acarreta no conteúdo.
 
Agora eu tive que parar e me aprofundar nos pensamentos e nesse momento me veio à mente que “Eles” me disseram: – “exatamente isso”.
 
E quando “Eles” acharam que já deram o recado, simplesmente perco a inspiração e a vontade de escrever.
 
Simples assim.
Publicado em Poemas | Deixe um comentário

O ILUMINADO E O SÁBIO

Não levando em consideração o pensamento, que uns dizem que é de Lao-Tsé, e outros de Buda, que diz “Quem conhece os outros é sábio, quem conhece a si próprio é iluminado”, que concordo em parte, uma vez que está muito resumido, apesar de bem resumido, vou dissertar sobre a minha visão.
 
Há uma boa diferença entre um iluminado e um sábio. Ambos têm o saber, mas o sábio não está em seu pleno estado de iluminação, pois ainda não consegue exercer a plenitude do seu conhecimento, enquanto o iluminado já é a plenitude.
 
Todos viemos da Luz, mas para experiênciarmos modos de vidas diversas, abaixamos a nossa frequência vibracional até ficar compatível com a do mundo em questão, caso contrário não poderíamos viver neles.
 
A Terra atualmente está na 3ª dimensão – foi criada na 7D – e obedecendo a certos parâmetros bem difíceis, tais como o conhecido “véu da carne”. Em outros artigos eu já mencionei que existem experiências em outros orbes da 3D que a ligação com a 4D ou acima é comum, portanto o ser vive na carne sem perder o contato com os espíritos. Há outras experiências em que os seres não tem livre arbítrio. Há muitas formas de se experienciar a vida material diferentes da que estamos atualmente. A Fonte Primária criou e cria infinitas formas de experiências, que seres desse Universo nem fazem ideia de como é.
 
O iluminado é o ser que retornou ao seu estado monadico, reassumiu a sua mônada, e assim ele tem acesso a todo o conhecimento do Universo em que foi criado originariamente, e acesso aos conhecimentos dos outros Universos que já tenha tido experiências completas.
 
Sim, existem seres que “viajam” entre os Universos e experenciam as formas de vida deles. Eu mesmo, segundo um médium, vim do Universo Magnético, do qual não lembro qualquer coisa, tal como não lembro das minhas experiências em outros planetas desse Universo. Quando eu atingir novamente o meu estado de iluminação, lembrarei de tudo o que já vivi desde a minha criação. Assim é com todos. Todos na Terra atualmentejá viveram em outros mundos. TODOS.
 
O sábio é aquele que despertou para o conhecimento de que ele não é somente um corpo pensante, mas a alma que habita esse corpo provisório. Então passa a estudar como é a real vida, por que ele está num corpo, quais as finalidades dessa experiência corporal, quais são as implicações desse tipo de vida, quais as reações consequentes de suas ações, e como retornar ao seu estado primário, ou seja, o iluminado. No meio desse caminho ele atinge tal conhecimento, que o faz querer passar aos demais. Assim ele já atingiu o estado de Mestre (Mestre da vida) Ao conseguir atingir o maior nível de conhecimento possível dentro de um corpo, mas ainda não iluminado espiritualmente, torna-se um sábio. Por ser um sábio, saberá atingir o nível de um iluminado, mas falta-lhe viver na plenitude de sua sabedoria.
 
Nesse mundo em que estamos, é extremamente difícil atingir a iluminação. Na história atual da Terra, quase que seria possível contar nos dedos esses casos. Digo isso, pois há casos de seres que retornaram ao seu estado monadico sem que o público tomasse conhecimento.
 
Podemos escalonar diversas etapas a serem percorridas pelas almas desde que ingressam primariamente no planeta. Primeiramente a alma vem completamente animalizada, onde os seus interesses estão virados, principalmente, para a sobrevivência, vivendo através de seus instintos primários. Através das suas crias, vão aprendendo a amar, e aos poucos, através das lições que aprenderam a cada encarnação, vão evoluindo, tanto materialmente, quanto espiritualmente. Há almas que não conseguem evoluir dentro da média da onda de vida em que ela está, então têm que partir para outra “escola planetária”. As etapas são várias, masisso  é um assunto muito extenso, assim eu pulo para a última etapa a ser atingida dentro da experiência material da Terra atual, que é a ensinada pelo Mestre Jesus, que resumidamente é a de oferecemos a outra face. Essa é uma das maiores parábolas de seus ensinamentos, e também uma das mais difíceis de atingir. Talvez a mais difícil seja a do AMOR INCONDICIONAL! Tenho como exemplo dessa dificuldade a seguinte questão: como amar o assassino de, digamos, seu filho?
 
– “Pai, perdoa-os, pois não sabem o que fazem”.
 
Por isso, aos poucos, através dos ensinamentos de seres missionários, que abaixam a sua vibração ao ponto de poderem encarnar na matéria, dentro das características da civilização local, mas num estado superior, para poderem, através dos exemplos, irem mostrando certos caminhos para a evolução, os seres vão evoluindo até despertarem para o que eles são realmente, e começam “estudar” e a tentar praticar como retornar ao seu estado inicial de pura luz. Um dia serão despertos, mais para frente mestres, bem mais para frente sábios e enfim iluminados.
 
A vida é simples, mas os arcontes a complicaram, escravizando a civilização, sem que ela tomasse conhecimento, pois foram colocadas nas suas “caixas”, e tem gente que adora o “conforto” da sua caixa. O controle sobre a civilização é tão forte, que matavam ao grandes avatares enviados para ajudar e despertar a civilização. Mataram Sócrates, que nem foi reconhecido como avatar, e crucificaram Jesus, pois eles eram os mais “perigosos”, pois ensinavam como evoluir.
 
Fiquem na paz de Jesus.
Publicado em Poemas | Deixe um comentário

UMA ELUCUBRAÇÃO

De repente me vi pensando e escrevendo assim:

“Não, não quero saber que quando eu nasci a primeira coisa que me fizeram, depois de levar um tapa na bunda para eu iniciar o meu festival de choros nessa vida, me enfiaram numa caixa.

Mesmo com todas as dificuldades de viver dentro dessa caixa, só podendo fazer o que a caixa me permite, eu ainda prefiro ficar dentro dela. Se eu obedecer e seguir as regras, mesmo que todas sejam severas, eu me acho seguro, e ainda sobra algum tempo para eu me divertir com os entretenimentos que deixam entrar na minha caixa. São coisas boas, tão boas que eu nem preciso fazer qualquer tipo de esforço. Só fico olhando e nem preciso pensar, pois eles pensam por mim. Sigo todas as orientações e fica tudo bem. Tem coisa melhor?

Às vezes uns doidos, aqueles que saíram da caixa, tentam me fazer sair dela, mas quando abro a tampa da minha caixa, o que vejo me assusta. Volto para dentro da caixa, fecho a tampa e fico no conforto da segurança que ela me oferece.”

Assim quem sai da caixa é considerado doido pelos doidos que querem ficar nela. Afinal quem é o doido? Quem sai ou quem fica?

Não entendeu? Então nem a tampa você levantou e nem vai querer saber o que os que saíram da caixa descobriram.

O caminhão da mudança já estacionou. Daqui a pouco estão pegando as caixas.

Até breve.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

POR QUE NÃO CURO?

Saudações querida alma “leitora”.

Vou lhe mostrar uma questão que provavelmente você já se fez, mas a resposta nem sempre vem fácil.

Pelo fato de não conseguirmos chegar a uma conclusão, aquela pergunta fica martelando a nossa mente até conseguirmos decifra-la, ou simplesmente, por acharmos quase impossível chegarmos a uma conclusão, simplesmente a esquecemos.

Somente há três tipos de almas quanto a esse tema: as que simplesmente não questionam, as que questionam e ao não obter uma resposta, esquecem e seguem adiante, e as que jamais esquecem a questão, obtendo ou não a resposta. No meu caso, sou daquelas (almas) que jamais esquecem a questão.

A questão é a seguinte: todas as mensagens falam que somos criadores e curadores, por sermos aspectos divinos. Mas porque não conseguimos criar ou curar quando queremos?

Se fosse fácil, todos ganhariam na loteria, ninguém ficaria doente, e a Terra voltaria a ser um paraíso!

Pelo fato de não termos conseguido nas vezes em que tentamos, e também não conhecermos alguém que tenha conseguido (excetuando certos curadores, os quais acabamos reverenciando), fica até difícil acreditarmos nessas verdades.

O que posso adiantar é que isso é realmente verdade. Mas então porque não conseguimos?

Para que você possa compreender sem qualquer dúvida, primeiro eu vou dar um exemplo.

Vamos usar uma profissão bem dentro do caso em questão: medicina. Uma pessoa para chegar a entender as doenças já conhecidas e poder curar os pacientes, tem que estudar bastante para entrar numa faculdade, estudar mais ainda para completar o curso, fazer residência, e ainda continuar a estudar tudo de novo que aparece através de pesquisas, próprias ou de terceiros, e ainda obter experiências durante sua vida profissional, entendendo, inclusive, que cada caso é um caso que pode ser diferente, uma vez que os organismos podem reagir de modos diferentes. Ou seja, são anos e mais anos de DEDICAÇÃO para atingir um nível considerado excelente, e poucos conseguem atingi-lo.

Então, o mesmo acontece quando queremos usar o nosso poder de criar conscientemente (estamos sempre criando inconscientemente), ou curar, conforme Jesus fez enquanto encarnado. Lembre-se que ele disse que um dia faremos igual ou mais do que ele. Temos que ter a DEDICAÇÃO ao tema, além da fé.

Temos que ter a FÉ! FÉ em nós, fé em nosso poder, fé em nossa origem divina, que somos aspectos da FONTE CRIADORA – TODOS, SEM QUALQUER EXCEÇÃO. Para que você tenha essa certeza, vou lembrar-lhe de uma lei universal, “descoberta” por Antoine Lavoisier: “Nesse mundo nada se cria, tudo se transforma”. Portanto quando a FONTE CRIADORA criou, tudo o que criou, utilizou uma centelha SUA, e a transformou. Você e tudo que o existe é uma transformação de uma Centelha Divina.

Então, a fé citada acima não é uma fé “cega”, conforme pregam as religiões (tenha fé e pronto), mas uma fé baseada numa Lei Universal. Podemos dizer que é uma fé consciente.

Mas e a fé num Deus? Bem, primeiro vamos esclarecer esse Deus! Deus simplesmente é o nome que damos à Fonte Criadora. Tudo o que existe, existe porque veio de uma fonte. Tem que haver uma fonte primária. Até a ciência materialista concorda com essa premissa.

Mas essa fonte tem consciência? Tem que ter, caso contrário não haveria a INTENÇÃO de criar. Mesmo que a ciência diga teoricamente que nosso universo foi “criado” pelo “Big Bang”, para que tivesse essa explosão inicial, os elementos que iniciaram a reação para acontecer o Big Bang tiveram que ter uma fonte, e para que esses elementos fossem “criados” houve a intenção, e não existe uma intenção sem que haja uma consciência.

DO NADA SÓ SE CRIA O NADA!

SEM INTENÇÃO NÃO HÁ CRIAÇÃO.

A INTENÇÃO SÓ VEM DE UMA CONSCIÊNCIA.

Para se criar, ou no caso, transformar, houve uma separação inicial INTENCIONAL, consciente, de uma Fonte Primária, a qual chamamos de DEUS. Mais uma vez podemos dizer que essa fé em um Deus, uma Fonte Criadora Primária, não é uma fé cega.

Bem, mas somente a fé não é suficiente. Jesus curava, ou modificava, transformava, porque é um ser de alta frequência vibracional, e quanto mais alta a sua vibração, mais energia se consegue manipular! Tudo o que existe é energia. O seu corpo atual é uma energia condensada. A alma é energia, e quanto mais evoluída, a energia é mais forte, daí o sentido dos seres de Luz. É muita energia forte.

Então, você consegue criar ou curar dentro de sua limitação vibracional! O seu poder de manipulação, para criar ou curar, é proporcional à sua frequência vibracional.

A doença só aparece num corpo porque a energia do local “doente” está desequilibrada e de baixa potencia, propiciando a instalação de um vírus ou bactéria. A cura se dá equilibrando a energia do local. Princípio utilizado na Acupuntura.

Então, para você se tornar um “curador” consciente e, digamos, “rápido”, tem que emitir energia forte o suficiente para equilibrar o local doente, tem que aumentar a sua vibração. Um dos caminhos é a meditação, junto com o amor, a compaixão e a sabedoria. Para a criação o principio é o mesmo.

Espero ter contribuído com um pouquinho de luz sobre esse assunto.

Tudo o que está nas escrituras, sejam elas quais forem, foram escritas por causa de mensagens recebidas, seja por canalização, por psicografia, intuição, visões ou entregues diretamente por Seres de alta vibração, que chamamos de “Seres de Luz”, tal como acontece, em parte, atualmente. Esse artigo é baseado nos conhecimentos nos entregue dessas formas, inclusive diretamente.

Fique na paz de Jesus.

Publicado em Artigos | Deixe um comentário