CIÚME

Saudações queridas almas irmãs.

Hoje me deu vontade de falar sobre uma doença chamada ciúme!

Bem, já comecei definindo o que é essa insegurança! Mais uma vez defini esse sentimento de posse.

Estão vendo como saem fácil qualquer definição sobre essa doença da mente, que reverbera nos corações?

E só estou me referindo ao ciúme da pessoa amada, pois existem muitos outros ciúmes por coisas materiais. Esse, então, é mais doentio ainda!

Mas como se livrar dessa doença? Como se curar?

Se você não se amar o suficiente, não se conhecer e gostar do que você é, essa doença não cura, pois o ciúme é uma doença cujo vírus é a sua insegurança!

Muitas almas dirão que são ciumentas pelo medo de perder a pessoa amada, mas se pensar assim é que vai perder mesmo! Por duas razões.

Primeira: a Lei da Atração. Se você se foca no medo de “perder”, é o “perder” que está emitindo energias para o Cosmos, então a energia do “perder” é a que volta!

Segunda: o ciúme faz com que a sua insegurança tente transformar e controlar o “alvo”, ou seja, a pessoa amada, e se ela se sentir conduzida ou presa nesse relacionamento, ela, naturalmente, vai querer a sua liberdade de volta, e chega a conclusão que só terminando o relacionamento, ela conseguirá.

Há casos em que a pessoa amada não se importe com isso, mas isso não é benéfico a ambos, pois o relacionamento não é livre e saudável, e numa discussão de opiniões, certamente essa energia desequilibrada virá a tona, tornando a discussão mais forte.

E lembrem-se de uma coisa: não é tentando segurar a todo custo a pessoa amada que você garante que ela estará ao seu lado por toda a sua vida! Isso também depende de um plano de vida feito ainda quando estava no plano astral, com os Senhores do Carma.

E se o ciúme vem da pessoa amada, o que você tem que fazer é dar o máximo de segurança a ela, com exercícios diários de autoconfiança, dizendo que está com ela porque você quer estar com ela, porque a ama, que você é livre para escolher com quem quer ficar, e escolheu ela. Isso com muito carinho, muito amor, para passar confiança à parceira.

Eu poderia falar mais sobre esse tema, mas fui interrompido pelas circunstâncias da vida, e entendi que foi proposital, pois o que já foi dito já é o essencial.

Fiquem na paz de Jesus, e sem ciúme.

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta para CIÚME

  1. Katia disse:

    Agradeço por este texto, pois tenho rste tipo de doença se chamo assim, tenho um ciumes doentio, estou tentando me Amar mais e colocar em mim minha alto estima, pois perdi por causa de Amar nunca mais me cuidei do meu eu. Gratidão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *