CONTRATOS DE VIDA

Queridas almas irmãs.

Hoje me veio a intuição de escrever sobre certas crenças das almas que despertaram para a realidade, mas sem muitos conhecimentos espirituais.

Essa falta de conhecimento espiritual se deve ao despertar quase instantâneo, que é como um clique no cérebro, saindo assim das crenças dogmáticas das religiões e passando a aceitar que Deus não está lá fora, mas que todas as almas e espíritos são energias da Fonte primária, portanto a Energia Primordial que chamamos de “Deus” está dentro de tudo e de todos, animados e a inanimados. É a Energia Divina que faz com que as células de um objeto fiquem coesas, dando a forma às coisas e aos nossos corpos.

Quando desencarnamos, nossa alma leva essa energia, pois nosso espírito é imortal, é um fractal da Energia Primordial (que conhecemos como Deus), e assim o corpo que habitávamos desagrega por não ter mais a energia que o mantinha “animado”!

Despertar assim é um passo enorme, mas que deixa um vácuo de conhecimento, que é o conhecimento – na verdade o reconhecimento, pois você já sabe, só esqueceu devido ao véu – das leis da vida nesse orbe (planeta) de 3ªe 4ª dimensões.

Todo o Universo, seja em qual dimensão for, é regido por Leis, que são imutáveis, pois foram criadas juntas com a criação das dimensões, pois se assim não o fosse, toda a vida seria um caos.

E por que a vida na Terra é, geralmente, regida pelo caos, se existem Leis Universais?

Porque o ser que habita os orbes de 3ª e 4ª dimensões – que ainda é o caso da Terra, uma vez que os planetas também evoluem (a Terra é o “corpo” do espírito Gaia) – está na mais baixa frequência vibracional de um ser pensante, pois está aqui para aprender a seguir exatamente as Leis Universais, e enquanto não as aprende, não pode segui-las e, consequentemente, gera o seu caos particular, conhecido como “colhe o que planta”. Quando os seres se reúnem em famílias e grupos, vão formando aldeias, vilas, cidades, etc., formam coletividades, e assim juntam as suas “semeaduras” e colheitas coletivas, além das individuais. Essas ações contrárias às Leis são conhecidas como carmas, que são individuais e coletivas.

Toda essa introdução é para poder fazer um esclarecimento sobre certas crenças que algumas almas despertas adquirem após o despertar sem o devido conhecimento.

Ao despertar, as almas passam a ter o conhecimento que por sermos fractais da Fonte Primária, a Criadora de tudo o que existe, também somos criadoras! Somos, sim! Só que antes de podermos criar os benefícios de uma “boa vida”, tal como ter saúde plena e abundância de tudo o que torna a vida totalmente feliz, tranquila e, portanto, totalmente agradável, como se estivéssemos no paraíso, temos que colher o que semeamos anteriormente, além de somente semearmos “boas sementes”!

Então, nessa ou em outra qualquer encarnação, se temos colheitas a serem feitas, mesmo que tenhamos despertado para a verdade do que é a caminhada de evolução da alma e do espírito, e passamos a agir dentro das Leis Universais, ainda temos as colheitas que não realizamos.

A maioria das nossas colheitas são consequências de vidas passadas, e todas elas são planejadas antes de reencarnarmos. Dependendo de nosso nível de evolução, ou seja, qual vibração frequencial (de nossa energia) atingimos, portanto estamos vibrando, podemos participar da “reunião” que decide os rumos de nossa próxima encarnação. Se não atingimos a vibração mínima, o planejamento da vida fica somente para os Senhores do Carma, com a assistência de seus futuros “Guias”, conhecidos como “Anjos da Guarda”! É o dito planejamento compulsório, pois a alma ainda não tem o discernimento suficiente para planejar a própria encarnação. A evolução do espírito não depende somente do amor, mas também da LUZ do CONHECIMENTO.

Então nossas vidas estão todas planejadas. Nada é por acaso! Se você pode participar da reunião de planejamento de sua próxima encarnação, você escolhe onde e quando vai nascer, em que família, com que mãe e pai, se vai ter uma vida fácil ou difícil, quais as doenças que terá, com quem casará, se tiver que casar, quais filhos terá, se os tiver, como e quando desencarnará, ou seja, tudo devidamente planejado. NADA É POR ACASO!

Mas e o livre arbítrio? Ele existe sim, mas é somente para as suas reações sobre tudo que está previsto para acontecer na sua vida! Você pode até deixar de casar com a pessoa planejada, pois isso depende de você e dela (livre arbítrio), mas se estava planejado esse casamento para resgatar o amor entre vocês, e isso não aconteceu, deverá acontecer em outra!

Então, se estava planejado você não ser rico, jamais ganhará na loteria, e estava planejado você viver com uma deficiência física, jamais será curado! Se estava planejado você desencarnar se afogando, você vai morrer afogado! É contratual!

Pode haver quebra de contrato? Sim, pode, mas terá que “colher” o que “plantou” em algum momento de sua senda evolutiva! Tudo o que você emite de energia, seja pensando, falando ou agindo, parte dessa energia vai para a energia coletiva e parte volta para você, ficando agregado no seu DNA espiritual (registro akashico), Só sai do registro quando você “colher”!

É por isso que muitas pessoas fazem os seus “decretos” e nada acontece. Fazem tratamentos espirituais sem resultados, pois podem ter posto uma cláusula contratual indicando que por qualquer razão, com decretos ou não, aquela “colheita” tem que ser feita. Também você pode ter colocado uma cláusula sobre uma “colheita” que achava que conseguiria “colher”, mas os Senhores do Carma achavam que seria uma carga muito pesada, que não conseguiria carregar, então, através de algum “pedido” essa colheita seria “adiada”.

Nenhuma energia imantada no DNA espiritual pode ser “retirada” sem a devida “colheita”.

Existem casos de doenças não cármicas? Sim! Temos um exemplo bem atual. Atualmente vivemos numa pandemia. Não importa se foi natural ou criada! Ela existe! Não importa se o número de mortes está inflado ou não, pois muitas almas estão retornando para a casa espiritual através do vírus. A esmagadora maioria tinha planejado fazer a passagem assim! Mas digamos que você não tinha planejado “morrer” assim, e começa a frequentar lugares com muita infestação virótica. A possibilidade de você ser contaminada é grande, mesmo que não esteja no seu contrato de vida (livre arbítrio). Como o seu corpo vai reagir à contaminação vai depender de uma série de fatores, e você até pode desencarnar! Assim não cumpriu todo o planejamento de sua vida, e o que não foi “colhido” fica para uma próxima encarnação. O não cumprimento de toda a sua missão de vida pode vir por ações próprias ou até por ações de terceiros (assassinato, por exemplo – pois existem as imponderações, o que torna a vida, digamos, interessante e dinâmica).

Mas e a tal da máxima que “NADA É POR ACASO”? Existem clausulas em aberto, sem o nosso conhecimento, as imponderações, que fazem com que existam os “futuros prováveis”, sem a nossa intervenção prévia. Caso não existissem as imponderações, devido ao livre arbítrio, não existiriam os mundos paralelos. Mas esse tema, imponderações, é mais complexo e será explanado em outro artigo, pois esse já está ficando extenso.

Há casos que a alma consegue sublimar as energias de baixa vibração do seu registro akashico?

Sim! Tudo é possível! Mas o ser tem que alcançar uma vibração de um nível muito alto, o estado búdico! Esse é um estado no qual a vibração frequencial é tão alta e limpa, de tanta luz, que a energia emitida “dissolve” todas as energias de baixa vibração do seu DNA espiritual.

Que tal você atingir essa vibração? Não é impossível! Basta não emitir mais energias de baixa vibração, e amar a tudo e a todos como parte indivisível de você, pois tudo e todos vieram da mesma Fonte! Fácil, né? Mas porque não conseguimos? O ego não deixa.

Então não fique frustrada se não conseguir ganhar na loteria, não se curar daquela dorzinha incômoda, não conseguir casar com aquela paixão, etc. Deus não a abandonou, nem você cuspiu na cruz! Você, que está lendo, TODAS AS ALMAS que estão lendo, já tinham a vibração necessária para participar da reunião que definiu os rumos dessa sua vida, pois se o seu contrato dessa vida fosse compulsório, você não teria sido atraída para esse artigo. E não dê chance às imponderações!

E assim é.

Fiquem na paz de Sananda, nosso amadíssimo Jesus.

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.