DEIXEI DE ME DECEPCIONAR

Faz algum tempo que deixei de me decepcionar, e isso me faz muito bem. Mas não foi em razão das pessoas ou dos fatos passarem a sempre corresponderem às minhas expectativas.

Estranho? Não, muito simples! Simplesmente aprendi a aceitar as reações e os atos dos outros, e os acontecimentos dos fatos, uma vez que não gero mais expectativas.

Gerar expectativas é o mesmo que esperar que os outros pensem ou ajam como você quer e que os resultados dos acontecimentos sejam sempre a seu favor. E isso é impossível! Isso não me impedi de torcer para que o final me seja favorável, mas se não for, paciência.

Cada um tem um pensamento ou raciocínio sobre todos os assuntos da vida, dependendo de sua evolução espiritual e do seu empenho em entender o que é a vida, e tanto pode estar num nível inferior ou superior ao seu. Se estiver num nível inferior ao seu, não entenderá totalmente o que você tenta lhe mostrar, portanto, só tente se achar que o outro está aberto para tentar entender o que você está explanando. Caso contrário, fique na sua.

O mesmo acontece com os fatos. Nem sempre os acontecimentos irão coincidir com as suas expectativas, tendo em vista que há enorme quantidade de pessoas envolvidas em todos os fatos (visíveis ou não), e que cada um tem uma lição a aprender com os resultados das ocorrências. Então, ao não gerar expectativas de somente um resultado, você não irá se decepcionar com quaisquer resultados. Passa a aceitar, simplesmente, pois, sabendo que tudo tem uma razão de ser, é só procurar essa razão, se há alguma lição a ser aprendida, ou se simplesmente era para acontecer daquela maneira!

E esse modo de agir ou pensar, serve também para os mundos não físicos! Nem sempre os planos dos Irmãos Superiores que governam os orbes, tem total sucesso. Essa afirmativa esta exemplificada com fatos a seguir.

Numa época de desenvolvimento da civilização na Terra, num período de centenas de anos antes do nascimento do maior Mensageiro já enviado à Terra (Jesus), o Conselho enviou oito grandes almas para a Terra, em épocas e locais diferentes, para que servissem de exemplo à civilização, tentando modificar, assim, os hábitos e crenças vigentes a época.

Assim nasceram na Terra os seguintes “profetas”: ZARATHUSTRA, GAUTAMA SIDARTA (BUDHA), VARDHAMANA (JAIN), KONFUZI (CONFÚCIO), LAO TSÉ e QUETZALCÓAL, que cumpriram muito bem Suas missões. Os dois outros não conseguiram, pois um deles nasceu num povo tão ignorante e totalmente sem noção higiênica, que foi “impossível” sobreviver às doenças vigentes nesse agrupamento. O outro se perdeu dentro de sua missão, pois ao se descobrir um ser de alta vibração, se isolou como um ermitão e deixou de servir como exemplo ao povo.

Então queridas almas, que tal não mais se decepcionarem?

Namastê!

Bill Shalders

03/12/2015

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.