Não se deixe enganar pelos seus pensamentos 3D!

Nas horas mais difíceis, que podem ser materiais, sentimentais, emocionais e até místicas ou esotéricas, talvez melhor dizendo, espirituais, esquecemos tudo o que já sabemos de quem somos na realidade fora dessa 3D limitante.

Às vezes esquecemos tudo o que já nos foi revelado em certas meditações profundas, ou em mensagens reveladoras, e deixamos o nosso ego tomar conta.

Mas não se deixe abater, achando que isso é uma fraqueza sua, pois não é! Isso é normal na 3D. Foi para passar por essas experiências que os seres deixaram baixar as suas vibrações. E essas experiências podem levar milhões de anos 3D, uma vez que as experiências nessa dimensão, ou densidade, são quase infinitas, e a grande maioria veio para experimentar quase a sua totalidade.

Nessa dimensão em que estamos atualmente há tantas experiências a serem vividas, que necessitamos de diversas encarnações para vivermos totalmente cada uma delas. E ainda existem as Leis Universais, que nessa densidade existem as limitantes, tal como a Lei do Karma.

Mas boa parte da humanidade atualmente na Terra, encarnados ou não, já atingiu o ponto em que não precisa mais viver essas experiências, e assim, vai aproveitar esse momento de evolução galáctica, e evoluir junto, uma vez que as energias vigentes são propícias para esse movimento.

Então, mesmo que você passe por alguns momentos de “esquecimento” de quem você é realmente, e como já dito, isso é perfeitamente normal, não se preocupe, desde que você se reequilibre dentro do seu conhecimento inato de que todos somos seres multidimensionais vivendo experiências numa dimensão extremamente densa.

Também pode parecer que essa experiência seja eterna, mas eternas são as nossas “energias” (conhecidas como espíritos), e mesmo que estejamos nessa experiência por milênios ou milhões de anos 3D, isso não passa de um segundo dentro de sua eternidade, numa comparação 3D, pois fora dela não há o tempo como o percebemos agora.

Portanto, como disse Pai João de Aruanda, numa antiga mensagem, nós podemos até “chutar o balde”, mais por no máximo 5 minutinhos, depois devemos nos reequilibrar.

E assim é.

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.