Nova era para as flores divinas

Lembram dessa antiga canção popular, “O Cravo Brigou Com a Rosa”?

Muitos podem nem conhecer, então aqui está um link: https://youtu.be/WXDH10TRBmw

E aqui a letra:

O cravo brigou com a rosa
Debaixo de uma sacada
O cravo saiu ferido
E a rosa despedaçada

O cravo ficou doente
E a rosa foi visitar
O cravo teve um desmaio
E a rosa pôs-se a chorar

A rosa fez serenata
O cravo foi espiar
E as flores fizeram festa
Porque eles vão se casar

Então, “O Cravo Brigou Com a Rosa” ficou para trás, pois assim caminhava a humanidade, entre tapas e beijos, mas hoje estamos na época em que não deve haver mais tapas, mas só beijos entre os cravos e as rosas, muito menos entre os cravos e entre as rosas.

E então num dia dessa nova era, o cravo e a rosa estavam juntos e a rosa brilhava ao lado do cravo, que sem brilho, aguardava a sua vez de brilhar junto com a sua amada rosa. Então a rosa, vendo o cravo sem brilho, mudou de lado com o cravo e assim os dois brilharam juntos.

Está na hora de brilharmos juntos, integrar o feminino com o masculino, tal como almas gêmeas, espalhando o amor pelo ar, para que todas as flores da Deusa/Deus/Mãe/Pai (todos somos flores divinas) possam florescer por igual e brilharem no grande jardim da vida.

Então, se o seu parceiro ou sua parceira não estiver brilhando como você, troque de lugar para que possam brilhar juntos!

Simples assim.

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *