O DESPERTAR

Ouço e leio muitas considerações sobre o despertar, e a grande e esmagadora maioria “desperta” principalmente para as mazelas desse mundo! Ai vem àqueles pensamentos: “O mundo não é justo”; “Por que o mundo é tão obscuro, sombrio?”; “Como posso ser feliz e seguir conectado, estando o mundo do jeito que está?” Então bate aquela vontade de mudar tudo.

Mas o “despertar” continua, até chegar à conclusão que o “mudar” começa com a mudança interior, pois se conscientiza que toda mudança, principalmente a interior, influencia o seu em torno, e tudo vira uma cascata em progressão geométrica. Demora? Sim, demora, e muito, mas a mudança acaba sempre chegando ao destino final. É uma Lei Divina.

Mas o despertar não precisa necessariamente passar pelo limbo, muito pelo contrário, sai do limbo, pois enquanto não se desperta, mas sendo uma alma consciente do que acontece no mundo, vendo todas as injustiças, só para citar esse exemplo, que talvez seja o mais terrível, desse mundo, ao descobrir o real propósito do mundo – a evolução – e que é somente uma das milhares de experiências divinas por todo o Cosmos, o coração se acalma, e o verdadeiro trabalho da mudança começa.

O grande despertar é saber que se vive num mundo criado por todos! Saber que somos criadores da nossa verdade, que somos fragmentos Divinos experenciando a evolução através de experiências diversas, nesse ou em outro qualquer mundo.

Despertar e sair da “caixa” que nos colocaram e verificar que a vida é extraordinariamente muito mais diversa e excitante daquela que nos ensinaram, que somos “Deuses”, ou Centelhas Divinas da Divina Consciência Cósmica, e que o mundo não se restringe ao que os nossos sentidos físicos conseguem perceber, é mágico, no sentido 3D da existência.

Despertar e saber que você veio a esse mundo como voluntário cósmico, para ajudar na evolução de uma onda de vida, servindo à Luz, é mais mágico ainda. Saber que num orbe vivem diversas almas em variados níveis de evolução, com inúmeras procedências cósmicas, em diversos níveis de “trabalho”, não lhe levam ao limbo, não é mesmo? É um lindo despertar para o verdadeiro propósito da vida. Saber que tudo tem vida, tudo e todos são habitados por uma energia viva, pulsante, divina, é um despertar mágico!

Então, por que passar pela fase do limbo? O limbo é não despertar! É não saber onde você está, é nem saber quem você é! Alegrem-se por terem despertado, por começarem a saber como é verdadeiramente essa Criação Divina! É certo que temos muito ainda a descobrir, mas o pouco que já sabemos, já é suficiente para sermos grato por SERMOS, e mais grato ainda por sabermos que muitos ainda vivem no limbo da ignorância, e nós não mais. Sermos gratos aos nossos Guias e Mentores, que com paciência, nos intuíram, ou até mesmo nos “falaram” quem somos.

SOU GRATO, SOU DESPERTO, SOU O QUE SOU.

NAMASTÊ!

 

Bill Shalders

O Mensageiro Poeta

Curitiba, 13/03/2016

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.