O ILUMINADO E O SÁBIO

Não levando em consideração o pensamento, que uns dizem que é de Lao-Tsé, e outros de Buda, que diz “Quem conhece os outros é sábio, quem conhece a si próprio é iluminado”, que concordo em parte, uma vez que está muito resumido, apesar de bem resumido, vou dissertar sobre a minha visão.
 
Há uma boa diferença entre um iluminado e um sábio. Ambos têm o saber, mas o sábio não está em seu pleno estado de iluminação, pois ainda não consegue exercer a plenitude do seu conhecimento, enquanto o iluminado já é a plenitude.
 
Todos viemos da Luz, mas para experiênciarmos modos de vidas diversas, abaixamos a nossa frequência vibracional até ficar compatível com a do mundo em questão, caso contrário não poderíamos viver neles.
 
A Terra atualmente está na 3ª dimensão – foi criada na 7D – e obedecendo a certos parâmetros bem difíceis, tais como o conhecido “véu da carne”. Em outros artigos eu já mencionei que existem experiências em outros orbes da 3D que a ligação com a 4D ou acima é comum, portanto o ser vive na carne sem perder o contato com os espíritos. Há outras experiências em que os seres não tem livre arbítrio. Há muitas formas de se experienciar a vida material diferentes da que estamos atualmente. A Fonte Primária criou e cria infinitas formas de experiências, que seres desse Universo nem fazem ideia de como é.
 
O iluminado é o ser que retornou ao seu estado monadico, reassumiu a sua mônada, e assim ele tem acesso a todo o conhecimento do Universo em que foi criado originariamente, e acesso aos conhecimentos dos outros Universos que já tenha tido experiências completas.
 
Sim, existem seres que “viajam” entre os Universos e experenciam as formas de vida deles. Eu mesmo, segundo um médium, vim do Universo Magnético, do qual não lembro qualquer coisa, tal como não lembro das minhas experiências em outros planetas desse Universo. Quando eu atingir novamente o meu estado de iluminação, lembrarei de tudo o que já vivi desde a minha criação. Assim é com todos. Todos na Terra atualmentejá viveram em outros mundos. TODOS.
 
O sábio é aquele que despertou para o conhecimento de que ele não é somente um corpo pensante, mas a alma que habita esse corpo provisório. Então passa a estudar como é a real vida, por que ele está num corpo, quais as finalidades dessa experiência corporal, quais são as implicações desse tipo de vida, quais as reações consequentes de suas ações, e como retornar ao seu estado primário, ou seja, o iluminado. No meio desse caminho ele atinge tal conhecimento, que o faz querer passar aos demais. Assim ele já atingiu o estado de Mestre (Mestre da vida) Ao conseguir atingir o maior nível de conhecimento possível dentro de um corpo, mas ainda não iluminado espiritualmente, torna-se um sábio. Por ser um sábio, saberá atingir o nível de um iluminado, mas falta-lhe viver na plenitude de sua sabedoria.
 
Nesse mundo em que estamos, é extremamente difícil atingir a iluminação. Na história atual da Terra, quase que seria possível contar nos dedos esses casos. Digo isso, pois há casos de seres que retornaram ao seu estado monadico sem que o público tomasse conhecimento.
 
Podemos escalonar diversas etapas a serem percorridas pelas almas desde que ingressam primariamente no planeta. Primeiramente a alma vem completamente animalizada, onde os seus interesses estão virados, principalmente, para a sobrevivência, vivendo através de seus instintos primários. Através das suas crias, vão aprendendo a amar, e aos poucos, através das lições que aprenderam a cada encarnação, vão evoluindo, tanto materialmente, quanto espiritualmente. Há almas que não conseguem evoluir dentro da média da onda de vida em que ela está, então têm que partir para outra “escola planetária”. As etapas são várias, masisso  é um assunto muito extenso, assim eu pulo para a última etapa a ser atingida dentro da experiência material da Terra atual, que é a ensinada pelo Mestre Jesus, que resumidamente é a de oferecemos a outra face. Essa é uma das maiores parábolas de seus ensinamentos, e também uma das mais difíceis de atingir. Talvez a mais difícil seja a do AMOR INCONDICIONAL! Tenho como exemplo dessa dificuldade a seguinte questão: como amar o assassino de, digamos, seu filho?
 
– “Pai, perdoa-os, pois não sabem o que fazem”.
 
Por isso, aos poucos, através dos ensinamentos de seres missionários, que abaixam a sua vibração ao ponto de poderem encarnar na matéria, dentro das características da civilização local, mas num estado superior, para poderem, através dos exemplos, irem mostrando certos caminhos para a evolução, os seres vão evoluindo até despertarem para o que eles são realmente, e começam “estudar” e a tentar praticar como retornar ao seu estado inicial de pura luz. Um dia serão despertos, mais para frente mestres, bem mais para frente sábios e enfim iluminados.
 
A vida é simples, mas os arcontes a complicaram, escravizando a civilização, sem que ela tomasse conhecimento, pois foram colocadas nas suas “caixas”, e tem gente que adora o “conforto” da sua caixa. O controle sobre a civilização é tão forte, que matavam ao grandes avatares enviados para ajudar e despertar a civilização. Mataram Sócrates, que nem foi reconhecido como avatar, e crucificaram Jesus, pois eles eram os mais “perigosos”, pois ensinavam como evoluir.
 
Fiquem na paz de Jesus.
Esta entrada foi publicada em Poemas. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.