SEMANA SANTA?!

SEMANA SANTA?! Jesus e Judas por Bill Shalders, 05/04/2019

Queridas almas irmãs,

É sempre um prazer falar para todos, principalmente quando falo em nome do nosso Irmão Jesus, acompanhado por Judas, sim queridas almas, Judas Iscariotes, aquele que teve que identificar Jesus aos romanos com o beijo da traição.

A real história não está devidamente esclarecida, principalmente o motivo particular de Judas, que não foi pelo dinheiro, e sim pela imensa fé que tinha em Jesus! Ele acreditava que Jesus, por ser quem era, tinha o poder de se libertar da prisão romana com um simples gesto, mas a história é que traiu Judas, pois Jesus precisava passar pelo sacrifício da crucificação para que a história seguisse adiante, com a fundação do Cristianismo, infelizmente deturpado pelos homens das igrejas.

Mas eu não vim falar da história, pois já falei sobre isso faz tempo. Eu estou escrevendo para vocês no intuito de reforçar um pedido já feito por Jesus, também a tempos atrás, mas que muitos, ou esqueceram, ou jamais tiveram conhecimento.

Faz algum tempo que Jesus solicitou algumas coisas referentes à sua imagem retratada pelos cristãos, e também sobre o irmão Judas.

E esse pedido é quase uma ORDEM, mas essa ordem vem de minha alma, pois EU posso ordenar, uma vez que não tenho a perfeição de Cristo, que jamais ordena, somente pede. Esse é o MEU sacrifício por ELE!

ELE, no momento, ESTÁ AQUI, comigo, pois estou chorando, e nem sei se é de alegria por estar lhe servindo como Mensageiro da Luz, ou por estar me sacrificando, como Judas, para quase que ordenar esse pedido. NÃO GOSTO DE ORDENAR, mas como já fizemos esse pedido faz tempo, e não vimos um grande resultado, cá estamos novamente a solicitar que se cumpra o seu pedido!

Lembrem-se que o nosso pensamento e as nossas ações emitem energia, e essa energia CRIA! E essa criação pode se voltar contra o emissor! APRENDAM A VIVER sem emitir vibrações negativas!

Me desculpem, mas as vezes temos que ser “severos” com os “filhos e filhas”, para que aprendam a obedecer, se não pelo amor, pelo respeito. Não era assim que as gerações antigas foram educadas? Hoje, infelizmente, as gerações novas estão sem qualquer freio, por causa da estroinice do politicamente correto, onde um filho pode processar os pais por causa de uma palmada. Mas isso dá “pano pra manga”, pois nasceu com as crianças índigas, que não obedecem às regras instituídas. E eu sou índigo, mas respeitei as regras que me “ensinaram”, menos as que eu achava exageradas. Mas voltemos ao assunto principal.

Retirem de suas casas, não postem, todas as imagens de crucificação e dor de Jesus. Ele, apesar de suplantar essas energias emitidas (pois tudo emite energias), não quer que nós nos lembremos de Seu sofrimento, mas sim de Sua alegria em nos servir! Substituam as imagens de dor e sofrimento pelas de alegria. É pedir muito?

“Mas a cruz simboliza a religião!” Dirão muitos! Mas Jesus não veio por essas religiões estabelecidas, que só ensinam o que lhes trazem benefícios próprios. É só ver a imponência de seus templos! Jesus pregou nas ruas, nos campos, nos montes, sem abóbodas a cobrir Sua cabeça, com o teto de Seu Pai! O verdadeiro templo está em nossos corações!

E a principal causa desse pedido é o retorno dessa energia! Tenha um crucifixo pendurado em uma parede, e essa dor estará rondando esse ambiente. E quem pendura um crucifixo no próprio peito, e depois fica reclamando que sente dores pelo corpo sem motivos aparentes? É a energia da dor entorno desse símbolo, pois o que a cruz representava? Respondam vocês!

Tirem vocês as suas conclusões!

E o nosso amado Judas? Por quê tanto ódio contra Ele? Sim, Ele com maiúscula! Teve que se sacrificar por uma causa nobre, a pedido de Jesus! Ou vocês acham mesmo que Jesus não sabia de tudo? Ele disse na última ceia!

“Meus Deus, ele tirou a palavra “santa” da ceia!” Eu sei que muitas de vocês, almas amadas, pensaram assim! (sorriso) Mas qual ceia não é “santa”? É sempre a hora de abastecer o seu templo sagrado, mesmo que muitos não saibam disso! E quantas não tem essa oportunidade todos os dias! Portanto agradeçam, sempre, pela “energia” no seu prato na sua frente!

“Ah! Quantas aulas nessas palavras”. Sim, Ele não perde qualquer oportunidade para nos passar ensinamentos, mesmo que muitos já o saibam, mas serve como revisão, nessa escola chamada Terra!

“Ah, o Bill é abençoado!” Sim, sou, mas vocês também são, todos somos! Jesus está olhando por cada uma alma presente nesse planeta azul. Não quer que qualquer “ovelha” de Seu rebanho se perca, e usa os seus cães de guarda para juntar o Seu rebanho, tal como agora.

Voltemos ao amado Judas. Estamos nos aproximando (agora entendi o porque dessa mensagem!) do sábado de aleluia! Que tristeza! Uma época em que diversas turbas “malham Judas”! As emergias emitidas nesses dias, durante séculos, não só retornam para os “malhadores”, como atingem o espírito de Judas! Em função disso, a espiritualidade tem que proteger Judas, colocando-o dentro de invólucro energético durante alguns dias, para protege-lo dessas emissões de ódio. E essas emissões, ao não encontrarem o seu alvo, retornam aos emissores! QUEM MAIS ESTÁ SENDO PREJUDICADO NESSES SÁBADOS DE ALELUIA?

Jamais esqueçam que o mundo é energético, e tudo o que fazemos emite energias, e elas se direcionam ao alvo de nossos pensamentos e ações, mas sempre retornam ao emissor! Por isso Mãe Maria sempre insiste na máxima: ORAI E VIGIAI! Essa é a lição do bom viver nessa escola Terra!

Então, retiremos as imagens de sofrimento de Jesus, e coloquemo-lo sorrindo. E em vez de malharmos Judas, vamos agradecer pelo seu sacrifício por cumprir o seu dever como missionário da luz! Lembremos que Ele ao ver que Jesus não fez o “milagre” que Ele tanto esperava, para provar que era o filho de Deus, acabou suicidando!

Obrigado Judas Iscariotes e Jesus Cristo  por essa missão tão sacrificante por essa humanidade, e obrigado por me deixar ser o portador de tão importante mensagem!

E Assim É!

Esta entrada foi publicada em Canalizações. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *