VOCÊS, OS DEUSES

Saudações almas queridas.

Faz tempo que não tenho uma inspiração para trazer para vocês, mas hoje tive um insight, mas é de um tema muito polêmico, que vai mexer com as crenças de muitas pessoas, não totalmente despertas.

O tema é o CRIADOR, Aquele a quem chamamos, antes de despertarmos, de Deus, assim mesmo, bem no masculino, quando na realidade Deusa/Deus não tem gênero, é uma consciência energética com os dois polos – feminina e masculino – o doce e o firme, simplificando.

Mas não é sobre isso que falarei, e sim sobre quem é o Criador desse mundo em que estamos atualmente.

Esse mundo (planeta, sistema Solar e galáxia) em que estamos não foi criado pela Fonte Primordial! Isso mesmo que você entendeu. Não foi a Fonte Primordial que criou essa galáxia, com suas estrelas, nebulosas, planetas, satélites, asteroides e mais tudo o que existe na Via Láctea. Foi um de seus aspectos! Ele é conhecido como ”Lúcifer”. Não aquele que a religião católica prega como associado ao demônio, mas aquele que “Veio da Luz”!

Então, nem tudo o que existe nos Universos foi criado pela Fonte Primordial (digamos assim, para quem ainda não despertou totalmente: O Deus único, onipotente, onisciente, etc..).

Essa é uma das razões que conhecemos como mitologia as histórias gregas sobre os Deuses do Olimpo. Isso confundia o meu raciocínio quando jovem, pois aprendi que o Deus era único, então para mim, naquela época, a história dos Deuses do Olimpo era mito mesmo!

Mas não, Eles existiram, e ainda existem, não totalmente igual à mitologia.

Quem despertou e procurou estudar e entender um pouco do mundo em que vivemos atualmente, que é bem diferente daquele que a sociedade, de uma maneira geral, nos ensinou, sabe o que significa quando falamos sobre “Deuses”, uma vez que todos somos “Deuses” em potencial, em nossa origem e em nossa meta na escalada da vida.

Viemos da Fonte Primordial, ou de uma energia Criadora Suprema, e a ela voltaremos, e poderemos escolher a nos fundir novamente com a nossa Fonte, ou ficarmos “separados” e criarmos o nosso mundo! Assim, seremos a Fonte desse “nosso” mundo! É sobre essas Fontes “secundárias” que relatam as mitologias dos “deuses”.

Como sabemos, somos todos fractais da nossa Fonte (não necessariamente da Fonte Primordial) vivendo experiências nas dimensões mais baixas, galgando, dentro do tempo de cada fractal, a escada da evolução. Cada fractal tem a sua experiência única, e essa experiência vai sendo incorporada em nosso registro akashico. Quando finalmente “reaprendermos tudo”, chegamos ao nível frequêncial de vibração da nossa Fonte, poderemos escolher nos fundir com a Fonte ou ficarmos “apartados” para criarmos o “nosso mundo”!

Por isso existe a expressão “somos todos um”, pois todos viemos da mesma Fonte Criadora, e a Ela voltaremos, apenas durante o “caminho” cada qual segue o seu, as vezes mais fácil, as vezes mais difícil, de acordo com nossas escolhas, pois nada é por acaso. Tudo tem uma razão se ser, e essas razões veem de nossas escolhas.

Portanto reverencie a “Fonte Criadora” que existe no seu interior e todas as demais Fontes (em todos e tudo). Vai até um espelho e veja a face da sua Fonte, agradeça a sua experiência e aja como tal!

Viver nesse mundo é difícil simplesmente pela falta de conhecimento dessa verdade. É a ignorância espiritual que faz com que as almas vivam egoicamente, sem atinar que as suas ações definem a sua vida, além de influenciar a vida da coletividade. Quando atingirmos uma massa crítica de conhecimento das verdades espirituais, será dada a ignição da ascensão para a 5ª dimensão. Por isso que muitas das últimas mensagens de nossos Irmãos Cósmicos falam sobre a necessidade dos Trabalhadores da Luz passarem adiante os seus conhecimentos.

Como “Eles” dizem em certas mensagens: “não esperem que ajamos por vocês”, ou “vocês são aqueles por quem vocês estão esperando”!

Simples assim.

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.