QUERO MEDITAR, MAS NÃO CONSIGO

Você quer meditar, mas não sabe como fazer? Ou já tentou, mas não consegue silenciar a sua mente? Existem muitos “motivos” para não conseguir meditar.

Então vou compartilhar com você uma técnica que eu usei, e ainda uso, para iniciar a concentração e chegar no estado meditativo, que é estar totalmente “desligado” dos sentidos físicos e aberto aos sentidos espirituais, que podem ser visões ou comunicações telepáticas/sonoras.

Mas antes vou esclarecer para que serve a meditação. A principal intenção da meditação é “esvaziar” a sua mente, limpar-se das energias negativas e equilibrar os seus chacras. Eventualmente, “receber” intuições, imagens ou qualquer outro tipo de comunicação ou revelações suas ou externas, uma vez que você sobe a sua frequência vibracional, propiciando o acesso ao seu arquivo Akáshico ou a comunicação dos irmãos de vibrações superiores. Há outros benefícios, mas vou me ater somente nesses.

Sente-se em um lugar silencioso, confortavelmente, de uma maneira que seu corpo não se canse da posição. Esse lugar não pode ter barulhos e também não tenha acesso de outras pessoas.

De preferência o local deve estar quase totalmente escuro, para que o seus olhos também não sejam incomodados por luzes externas.

Se achar melhor, pode colocar uma música bem suave e bem baixa, como um fundo musical, mas bem suave.

Uma vez sentado confortavelmente, comece a prestar atenção na sua respiração, que ceve ser profunda e suave (devagar e profunda). Acompanhe com atenção o ar entrando pelas narinas, entrando na traqueia e nos pulmões. Quando sentir que o ar preencheu os pulmões, segure o ar um pouquinho e depois solte-o, devagar pela boca, também acompanhando o ar saindo.

Vai fazendo isso, ou seja acompanhando o ar entrando pelo nariz e saindo pela boca. Faça isso várias vezes, sempre prestando atenção no fluxo do ar.

Ao prestar atenção no fluxo do ar, sua mente não pensa em outra coisa. Se seu pensamento se voltar para outra coisa, pare, resolva esse pensamento, e volte a acompanhar a respiração.

Faça assim diariamente, sempre no mesmo horário, pois assim sua alma vai acostumando com a rotina. Um bom momento é antes de ir dormir, ou ao acordar.

Esse exercício irá fazer você aprender a silenciar a sua mente. Pode demorar muito até conseguir, e conseguir só depende de você.

NÃO DESANIME, por qualquer MOTIVO, pois é difícil no início, mas tudo na vida precisa de estudo e prática, junto com a PERSEVERANÇA.

Um dia, sem que você espere, você irá ver imagens, ou ouvir vozes mentalmente, então é só prestar atenção, pois começou as revelações pela meditação.

Uma observação importante: NÃO SE CULPE SE NUMA MEDITAÇÃO VOCÊ DORMIR! Pode acontecer e é normal. Seu corpo necessitava desse descanso.

Outra observação: e o tempo? O tempo é você que estipula, é o que você ache necessário e confortável. Sugiro INICIALMENTE, para somente o exercício de acompanhar a respiração, uns 5 minutos. Depois, ao começar a sentir a diferença, tanto no exercício, quanto na sua vida, pois isso irá lhe acalmar, você vai aumentar o tempo normalmente.

Por fim, quando você já sentir facilidade nesse exercício de acompanhar a sua respiração, ao inspirar o ar tenha a intenção de estar respirando a energia da Fonte (que você conhece como Deus), pois a energia da Fonte está em tudo, inclusive no ar. Eu costumava a falar com o meu antigo grupo assim: “Vamos dar uma cafungada em Deus!” Tenha a intenção que esse ar divino limpe o seu corpo das energias negativas, tirando-as do corpo quando você expirar. As energias negativas vão juntas com o ar expelido.

Ao estar dominando a técnica de concentração, você pode meditar em qualquer lugar, desde que não o incomodem.

Outra importante observação é como sentar para meditar. Não precisa ser na posição de Lótus (aquela do yoga). Você tem que estar com a coluna reta, preferencialmente. Se precisar encostar sua costa, encoste, mas o mais reto possível, para que as energias possam subir pela sua coluna livremente. Se estiver sentado numa cadeira, coloque a sola dos pés no chão (sem qualquer tipo de calçado), pois é a sua ligação energética com Gaia, a mãe Terra.

Também existem outros tipos de meditações, que são as dirigidas, que podem ser dirigidas por você, ou as dirigidas por terceiros, que você acompanha os comandos. Essas meditações são feitas após ter o domínio sobre as técnicas de concentração, para que você possa destinar as energias que você está manipulando. Como são muitas as técnicas dessas meditações dirigidas, inclusive de funções, deixarei para outro artigo, caso solicitem.

Fiquem na paz de Sananda, e boas meditações.

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.